São Francisco, paz e amor.

Deixamos Lake Tahoe no início da tarde e seguimos para São Francisco pela CA50W. Deixamos as belas estradas para trás. Passamos por Sacramento, a capital do estado da Califórnia e pegamos a US80W até o destino final. Passamos pela cidade universitária de Berkeley, onde André pode matar a saudade e entramos em São Francisco de forma imponente pela Bay Bridge.

A Bay Bridge, é um dos principais acessos a São Francisco para quem vem do Vale do Silício, uma imensa área conurbada ao redor da Baía de São Francisco e que se tornou o maior centro referencial de tecnologia do mundo. Foi aí que surgiram as poderosas industrias de tecnologia, como: Microsoft, Apple, Google, Yahoo e tantas outras.

Chegamos ao hotel à noite e encontramos mais uma vez com Tess e Chilazi. À noite éramos uma turma grande e a solução mais barata para sairmos juntos sem se preocupar em dirigir foi alugar uma Limousine. A turma adorou.

A cidade de São Francisco fica na ponta norte da baía que tem o seu nome. Possui uma localização estratégica, por ser uma excelente zona portuária e foi o porto quem deu o primeiro impulso à cidade, mas somente quando aconteceu a corrida do ouro para a Califórnia em meados do século XIX é que a cidade cresceu de verdade.

O Fisherman’s Wharf, o velho porto de São Francisco é hoje, uma das áreas turísticas mais interessantes da cidade, com muitos artistas de rua, restaurantes, lojas e outras atrações.

São Francisco é uma cidade cosmopolita e que recebeu muitos imigrantes ao longo da sua formação, em especial chineses, pois a localização voltada para o Pacífico facilitava a chegada; Mexicanos, que eram os antigos donos do pedaço e Italianos.

São Francisco fica localizada numa área de grande instabilidade sísmica, na parte final da “Falha de Santo André”. Por esse motivo já foi castigada várias vezes por grandes terremotos, porém nenhum foi tão destruidor quanto o de 1906, que alcançou 8,25 graus na Escala Richter e que desfigurou a cidade.

A topografia ondulada confere um charme a mais para São Francisco. O sobe e desce das ladeiras acompanhado pelo bondinho é uma das suas marcas mais expressivas. A ladeira mais famosa é a Lombard Street. Charmosa, sinuosa e florida, aparece, também em várias cenas de filmes americanos.

A cidade sempre foi culturalmente rebelde e teve um papel importante no surgimento e consolidação do movimento hippie nos anos 60 e consequentemente na luta contra a Guerra do Vietnam. Paz e Amor viraram símbolos da cidade que é marcada pela tolerância.

Chegamos a São Francisco na véspera da Parada Gay e cidade tinha sido invadida por gays e simpatizantes do mundo inteiro, aumentando o colorido das sua ruas.

Apesar do verão, o frio era intenso e não estávamos preparados para isso. Fez lembrar Andy Warhow e uma das sua frases famosas: “o inverno mais frio da minha vida foi no verão de São Francisco”.

Dentre os símbolos da cidade o maior de todos é a Golden Gate, quase sempre envolta num fogg que lhe dá um ar enigmático e bucólico. Uma ponte suspensa que fica na entrada da Baía de São Francisco. Cenário de inúmeros filmes de Hollywood.

Do outro lado da ponte e da baía chegamos a Salsalito, uma cidadezinha charmosa, com belos piers e parques, além de restaurantes e um comércio típico de pontos turísticos especiais. Salsalito é um lugar de visitação imperdível.

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Estados Unidos da América e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

7 respostas para São Francisco, paz e amor.

  1. Lendo e relembrando! Olhos cheios de lágrimas, São Francisco é imperdível!!

  2. joaquimnery disse:

    Oi Paty. Que bom que você gostou. São Francisco é realmente uma cidade encantadora. Continue acompanhando o blog. Tem coisas interessantes.

  3. Paty disse:

    Professor, eu que vou te dar nota 1000 para este post de San Francisco, a cidade que é um pedaço do meu coracão, foi muito bem narrada aqui….ahahahhah
    Show !!!
    bjaooo

  4. Juliana Vianna disse:

    Eu só tirava 10, né Quinho?

  5. Daline Martins disse:

    Eu só ia tirar 10,00!!! Muito bom!

  6. Se eu tivesse estudado geografia na escola assim, teria me saído muito melhor! rs
    Muito legal seu texto, Quinho!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s