ÍNDIA, NEPAL E DUBAI

Saímos de São Paulo às 1h30min do dia 03 de março de 2010, num vôo da Emirates de 14,5 horas de duração. Chegamos a Dubai às 23h, com 14h a mais de fusos horários.

Ficamos na área de conexão do Aeroporto de Dubai, mas já dá para sentir a imponência da cidade. O aeroporto é fantástico, moderno, com lojas enormes e excelentes. Foi bom, pois tínhamos uma longa espera pela frente

CHEGANDO EM DELHI

Saímos de Dubai às 4h40min e chegamos a Delhi às 8h50min, sendo que Delhi possui 1h30min a mais que Dubai.

A sensação de chegar à Índia é maravilhosa. Uma viagem desejada e sonhada por muitos anos agora estava se concretizando. Não tínhamos idéia do que encontraríamos pela frente eram apenas expectativas e ansiedade. No aeroporto fomos recebidos pelo guia local que nos levou ao Hotel Taj Palace Dheli.

A Índia é um dos países com maior diversidade cultural que existe no mundo. O segundo maior em população e sétimo em área. Fica na Península do Industão. Limitada ao norte pelo Himalaia, que protege o seu território e possibilitou para a Índia a preservação de uma cultura única e plural. É banhada em todo o seu litoral pelo Oceano Índico

O hotel é impressionante. Lindo, confortável, com um quarto especial que havia sido reservado para nós. Finalmente paramos para dormir e descansamos bastante. À noite fomos jantar no hotel, que possui 4 bons restaurantes. Escolhemos o de comida européia (Expresso Oriente).

Um restaurante muito bem decorado, que lembra o famoso trem europeu e que tem um serviço e uma comida divina. Não é exagero dizer que foi um dos melhores restaurantes das nossas vidas. Aquele tipo de jantar que fica gravado para sempre pelo charme, sabor, serviço, etc.

05.03.2010

Após o café-da-manhã, saímos para um passeio opcional com guia e motorista. O nosso guia em espanhol, chamava-se Nique. Solicitamos um tour livre, que preenchesse o dia.

Seguimos pelas ruas de Delhi e sentimos com clareza o verdadeiro significado de trânsito caótico. Não existe nenhuma marcação de faixas nas ruas e os carros se misturam com motos e milhares de tuc-tucs, um carrinho de três rodas que é uma febre na Índia. Todos buzinando ao mesmo tempo e passando de uma pista para a outra sem nenhuma ordem ou lógica. A Índia é “barulhenta, frenética, vibrante e caótica”. Adorável e enigmática.

A sensação que temos é que toda a cidade está em obra, porém é algo diferente, pois as obras aparentemente não são conclusas, têm pouco maquinário, mas muita terra revolvida.

TEMPLO AKSHARDHAM

Paramos para uma primeira visita ao Templo de Akshardham, erguido em homenagem a Swaminarayan, um símbolo da cultura hindú. Um lugar santo impressionante, pelo porte e beleza dos trabalhos. Akshardham é o templo mais novo de Delhi, foi erguido em 2005 sobre uma área de 40 hectares e a sua construção levou apenas 5 anos. O templo irradia paz, beleza, felicidade e divindade.

Não é permitido o acesso com nenhum tipo de objeto. Uma medida de segurança. Uma pena, pois não pudemos levar máquina fotográfica e o lugar daria belíssimas fotos. Poucos turistas e muitos devotos, jovens e velhos, estudantes de escolas públicas e pessoas meditando.

O esplêndido pórtico de entrada possui 208 figuras de deuses hindus esculpidos e formatando a sua decoração.

O templo foi construído em pedra rosada e mármore branco. Possui 43m de altura, 96m de largura e 108m de comprimento. Possui 234 pilares talhados na pedra, 9 magníficas cúpulas e mais de 20.000 figuras esculpidas. Foi construído sem usar metais e recupera a antiga tradição de construção hindu.

No centro do monumento encontra-se uma estátua de Swaminarayan com 3 metros de altura e banhada a ouro. O interior do monumento estava interditado para reforma, mas o exterior já vale a visita.

O monumento Akshardham repousa sobre uma base co 148 elefantes esculpidos em pedra rosada e dezenas de outras esculturas de pessoas, animais e aves. No conjunto pesam mais de 3000 toneladas. É um tributo à glória dos elefantes e de natureza própria da cultura hindu.

No pátio externo do templo fica a Yagnapurush Kund e a fonte musical. Um lugar de meditação e purificação com uma imensa fonte de água com jatos e música para ajudar na meditação.

A fonte que circunda o monumento é formada pela água de 151 rios que deságuam da boca de cabeças de vacas situadas sobre os muros laterais do monumento. Na saída um lindo jardim em forma de flor de lótus completa a visita.

A CASA DE ADORAÇÃO BAHÁ’Í

Em Seguida fomos para a Casa de Adoração Bahá’í. É uma construção moderna e inovadora. Fica numa área de 23 hectares, com muitos jardins e todos os caminhos levam a esse templo construído em 1986 e projetado pelo arquiteto iraniano Fariburz Sahba. Possui a forma de uma flor de lótus, com 27 pétalas de mármore, que lhe valeu a designação popular de Templo de Lótus. O templo é circundado por 9 espelhos d’água.

A seita Baha’i surgiu na Pérsia  e parte do princípio da unicidade da raça humana. O Templo de Lótus é um templo ecumênico e todas as religiões são convidadas a meditar no templo.

A Casa de Oração Baha’í da Índia é o sétimo templo dessa seita que existe no mundo. Os outros templos estão nos EUA, Uganda, Austrália, Alemanha, Panamá e Samoa Ocidental.

Seguimos para um restaurante indiano no bairro onde ficam as embaixadas e após o almoço retornamos ao hotel.

À noite fomos jantar no restaurante vietnamita do hotel “Blue Ginger”. Também excelente e muito bem decorado.

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Índia e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

8 respostas para ÍNDIA, NEPAL E DUBAI

  1. Índia deve ser um passeio bem diferente… sem expectativas.. exatamente por não saber o que esperar.. gostei.
    Adorei a foto do seu blog.. adoro aqueles sapatos holandeses, tenho verdadeira paixão por eles.
    Bjs adoro seu blog

  2. joaquimnery disse:

    Olá Adelmo. Que bom que você gostou. O lugar é incrpivel mesmo. Acompanhe o Blog, nele aparece a sequência da viagem. Um abraço.

  3. Adelmo disse:

    Bacana, muito bacana! Deve ser um lugar incrível!

  4. joaquimnery disse:

    Olá Mari’stela. Que bom que você entrou no blog. É um passatempo maravilhoso e guarda as viagens na memória.

  5. Mari'Stela Cardoso disse:

    Oi Quinho.. conversando com Viviane,ela me falou do seu blog e das fotos da Índia…que também já fui e concordo inteiramente com você dos comentários… um dia vou viajar com vocês, pois você é uma “geografia” ambulante… hahahah
    bjs em Mônica por mim, estou com saudades..

    Mari

  6. Juliana Vianna disse:

    A Índia deve ser demais mesmo! Sou louca pra conhecer, mesmo não tendo acompanhado a novela “Caminho das Índias”.
    Achei a arquitetura do Templo de Akshardham magnífica, mas a idéia da unicidade da raça humana e a abertura para todas as religiões fizeram com que eu admirasse mais o Templo do Lótus. Show!

  7. Um dos lugares que sinto mais curiosidade de conhecer e saber das experiências é a Índia. Fantástica!

    Ah, se tiver fotos do Japão, posta também!!! rsrsrs

    beijão, Quinho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s