FATEPHUR SIKRI – A capital do Império Mongul

09.03.2010

Saímos de Jaipur às 8h com destino a Agra. A estrada é muito boa e pedagiada. A cidade de Agra fica no estado de Uttar Padresh, na região central da Índia. A paisagem muda um pouco. Campos férteis e mais verdes, com plantações de trigo e batata. Fizemos uma primeira parada em Fatephur Sikri. Para chegarmos à fortaleza e à cidade murada, pegamos carona de um Tuc-tuc.

FATEPHUR SIKRI

Fatephur Sikri foi capital do império Mongul por 14 anos. Fundada pelo imperador Akbar em 1585, é um ótimo exemplo de cidade murada mongul. Possui áreas públicas e privadas bem definidas e portas imponentes, dentre elas aquela que é considerada a maior porta do mundo, a Buland Darwasa, com 54m de altura. Sua arquitetura é uma mistura de estilos hindu e islâmico.

BULAND DARWASA - A MAIOR PORTA DO MUNDO

MULHER INDIANA COM VÉU COLORIDO

TIPOS E CORES INDIANAS

Akbar, que era muçulmano, tinha três esposas, sendo uma hindu, uma muçulmana e uma católica. Jamais exigiu que nenhuma delas mudasse de religião e por isso se tornou um símbolo de tolerância religiosa.

GAROTA INDIANA

É destaque também no complexo o túmulo de Salim Chishti, ponto de visitação religiosa que atrai multidões de suplicantes, principalmente mulheres sem filhos em busca de milagres, pois foi o santo Salim Chishti que previu que Akbar teria descendentes.

Túmulo do santo Salim Chishti

Detalhes em mármore do Túmulo de Salim Chishti

COMPLEXO REAL DE FATEHPUR SIKRI

PILAR NO DIWAN-I-KHAS - CASA DE AUDIÊNCIA DE AKBAR

Seguimos viagem para Agra e no caminho vimos mais um fenômeno da Índia. Uma peregrinação gigantesca. Eram milhares de pessoas, de todas as idades, caminhando, por uma distância imprecisa, seguramente uma fila “indiana”de mais de 30 km. De vez em quando apareciam centros de parada, sempre muito animados, com música, danças e serviços para os peregrinos.

Chegamos a Agra e fomos direto para um restaurante no centro da cidade. O impacto da chegada a Agra é semelhante ao de Jaipur. Muita pobreza, vacas circulando para todos os lados. Só não vimos os elefantes e camelos no meio do trânsito.

Após o almoço seguimos para o hotel – The Mughal Agra. Mais uma vez nos surpreendemos. De repente, no meio de tanta pobreza, um oásis de riqueza. O hotel é fantástico e a agência preparou para nós a suíte presidencial, a mais importante do hotel. Uma dormida inesquecível, num quarto de “marajá”. Jantamos no hotel.

LUSTRE DE CRISTAL NO THE MUGHAL AGRA

LUSTRE DE CRISTAL NO THE MUGHAL AGRA

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Índia. Bookmark o link permanente.

3 respostas para FATEPHUR SIKRI – A capital do Império Mongul

  1. Danilo Coutinho disse:

    Simplesmente fantástico! Que inveja boa que deu agora. Um dia chego lá, mas fico curioso para saber das comidas de lá! Como são?

  2. Cati disse:

    Quinho, fiquei curiosa para saber o luxo do quarto marajás! rsrs

    A marca Camaleão na Índia. Adorei!

    beijãoo

  3. Juliana Vianna disse:

    Adoro todo esse colorido da Índia!
    Pena que tantas cores gerem tantos contrastes…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s