CASTELOS DE ORCHHA

11.03.2010

Acordamos com um bolo oferecido pelo hotel para a comemoração do meu aniversário. Após o café-da-manhã seguimos para a estação ferroviária, onde pegamos um trem para Jhansi.

A estação ferroviária de Agra é um resumo das condições primitivas e de pobreza do interior da índia. O assédio de pedintes e mendigos é intenso. O nosso amigo mexicano Alejandro foi o mais assediado e foi necessário uma intervenção direta de Mônica para que ele fosse abandonado pelos engraxates.

Estação Ferroviária de Agra

A viagem de trem foi confortável e durou aproximadamente 3 horas. Chegamos à estação de Jhansi e fomos recebidos pelo motorista local que nos levaria até Khajuraho.

Saímos da estação e pegamos a estrada com uma primeira parada em Orchha, uma pequena cidade próxima de Jhansi, onde fomos visitar o Castelo de Orchha.

CASTELOS DE ORCHHA

Orchha fica numa ilha rochosa do rio Betwa. Fundada em 1531, serviu de capital para os reis Bundela. Sem conservação  os palácios formam um conjunto de ruínas impressionantes são três palácios, o maior é o Jahangiri Mahal, de 1626, cujo nome homenageia o imperador Jahangir, que passou apenas uma noite no castelo.

O castelo foi construído pelo rei bundela Bir Singh Deo, possui 132 aposentos e mais uma grande quantidade de cômodos subterrâneos.  Possui pinturas ainda muito bem conservadas que contam histórias sobre os deuses indianos.

Castelo de Jahangiri Mahal

Ladeado por dois grandes elefantes de pedra, esse impressionante portão de entrada dá acesso ao pátio do castelo

Os pavilhões com cúpulas são uma característica do Castelo de Jahangiri Mahal

Pinturas no Castelo de Jahangiri Mahal

Depois da visita ao castelo seguimos por uma passarela com 14 arcos que liga a área dos castelos à cidade. Entramos numa área de grande religiosidade, próximo ao templo de Lakshmi Narayan, com um grande pátio para receber peregrinosa.

Centro religioso de Orchha

Chamou a atenção um sistema de barreiras para impedir a passagem de vacas, pois elas costumam destruir e comer os doces feitos para o culto. Outro detalhe interessante dessa área era a presença dos corantes usados pelas pessoas para a prática dos cultos. Muitos “homens santos” estavam presentes no local.

Enfeites à venda para peregrinos

Almoçamos num hotel em Orchha, com buffet de comida indiana e seguimos viagem para Khajuraho.

Durante 4 horas passamos por uma estrada muito precária. A pior que passamos até agora. Na maioria das vezes Só havia uma pista e o trânsito louco da Índia fazia com que caminhões, tratores, tuc-tucs, carros, vacas, búfalos, motos, bicicletas e pessoa disputassem o mesmo espaço.

Muito comum. Famílias inteiras numa única moto e sem capacete.

É incrível que não tenhamos visto nenhum acidente. O que é mais impressionante é que havia pedágio. Uma cancela de madeira onde um cidadão cobrava uma taxa para os carros que passavam.

Crianças indo para a escola

Ao longo do caminho, por duas vezes, fomos surpreendidos por festivais populares, com pessoas vestidas a caráter e cavalos fantasiados no meio da estrada.

Festival religioso na estrada para Khajuraho

Vimos também muitos templos ao longo da estrada e finalmente, no final da tarde chegamos a Khajuraho.

Templos religiosos na beira da estrada

Vendedor de peixe na beira da estrada

Festival religioso na beira da estrada

Mulheres no festival religioso

Khajuraho é uma cidade pequena, de aproximadamente 14.000 habitantes, no meio de uma zona rural. Ficamos hospedados num hotel, que foi o único de menor qualidade, porém um hotel decente, é que estamos mal acostumados em função da qualidade dos outros. Jantamos no hotel e fomos dormir.

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Índia e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para CASTELOS DE ORCHHA

  1. Cati disse:

    Se me perguntarem se já fui à Índia, como vou dizer que não?? rsrsrs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s