MÁLAGA – A CAPITAL DA COSTA DO SOL

Antes de chegarmos a Málaga tivemos um momento especial na viagem. Para mim um marco esperado e de um significado gigantesco. Aproximadamente à meia-noite cruzamos o Estreito de Gibraltar, onde o Oceano Atlântico se encontra com o Mar Mediterrâneo.

O Estreito de Gibraltar é a separação menor entre a Europa e a África. A sensação de passarmos por ali é muito interessante. A norte está a Europa e a sul está a África. A distância que separa a Espanha do Marrocos é de apenas 14,4 km, aproximadamente a largura da Baía de Todos os Santos. Antes de chegarmos a Gibraltar, o mar ficou um pouco agitado. Foi o único momento, em toda a viagem em que o navio balançou um pouco.

Subimos ao último deck do navio. Estava muito frio, mas resistimos até entrarmos no Mar Mediterrâneo. Era uma questão de honra para mim. Gibraltar, apesar de ficar na costa da Espanha é um Território Britânico e o Reino Unido não abre mão dessa posseção em função da importância estratégica que possui.

Chegamos a Málaga pela manhã. A cidade fica no sul da Espanha, na Costa do Sol, é um dos principais pólos turísticos da Andaluzia. A cidade natal de Pablo Picasso, foi uma área de ocupação dos mouros e possui uma série de monumentos com arquitetura árabe do século XIV.

PRAÇA DE TOUROS EM MÁLAGA

A primeira visita que fizemos em Málaga foi à Fortaleza de Alcazaba, uma fortificação do século VIII de onde se tem uma vista maravilhosa da cidade e do porto.

A CIDADE DE MÁLAGA E A FORTALEZA ALCAZABA

Seguimos para o Castelo de Gibralfaro, uma construção do século XIV, contruído por Yusef I de Granada e que teve o papel histórico de ser o palco final da conquista de Málaga, pelos Reis Católicos em 1487.

DETALHES DO CASTELO DE GIBRALFARO

Depois seguimos andando pela parte histórica da cidade onde visitamos a Catedral de Málaga, apelidada de “La Manquita” (A Manca), por possuir apenas uma torre.

CATEDRAL DE MÁLAGA

CATEDRAL DE MÁLAGA - "LA MANQUITA"

Na rua principal da cidade havia uma exposição ao ar livre de esculturas feitas em metal, fazendo referências a figuras femininas, de artistas contemporâneos espanhóis.

Almoçamos no centro da cidade, estava muito frio.  Provamos uma Paella. No final da tarde embarcamos no MSC Música e sguimos para o novo destino. Túnis, na costa da África.

RETORNANDO AO PORTO

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Espanha, Travessia do Atlântico e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para MÁLAGA – A CAPITAL DA COSTA DO SOL

  1. Cati disse:

    Parabéns pelo texto e fotos!

    beijão!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s