PARIS – UM FINAL PERFEITO

Chegamos a Paris para uma visita de 3 dias. Era o final da viagem e como estávamos na Europa, a passagem por Paris se tornava uma obrigação. Não tínhamos um roteiro pré-definido e isso foi o que aconteceu de melhor, pois pudemos visitar Paris sem a correria do turismo obrigatório.

Passeamos bastante pelas ruas da Ilha de La Cité e pelas margens do Rio Sena. O primeiro dia estava maravilhoso. O céu azul e a temperatura de outono deixava Paris ainda mais encantadora. Um museu a céu aberto.

PASSEIO AO LADO DO SENA COM A PONTE ALEXANDRE III AO FUNDO

Atravessamos a ponte Alexandre III, a mais bonita de Paris. Foi doada à França pelo Czar Nicolau II em 1896 e nomeada em homenagem a seu pai o Czar Alexandre III.

DETALHE DA PONTE ALEXANDRE III – AMIS RICA PONTE DO SENA

Quando atravessamos a ponte passamos em frente a dois dos grandes prédios de Paris: O Grand Palais e o Petit Palais.

O GRAND PALAIS E O PETIT PALAIS AO FINAL DA PONTE ALEXANDRE III

À tarde pegamos um Bateaux Mouche e fizemos, preguiçosamente um passeio pelo Sena, de onde se tem algumas das melhores vistas de monumentos parisienses, como a Torre Eiffel, a prisão La Conciergerie e a Catedral de Notre Dame.

TORRE EIFFEL – O SÍMBOLO MAIOR DE PARIS

A Torre Eiffel é o símbolo maior de Paris. Foi construída para funcionar como o arco de entrada da Exposição Universal de 1889. Recebeu o nome em homenagem ao seu projetista o engenheiro Gustave Eiffel que imaginou mostrar ao mundo as possibilidades construtivas do aço. Possui 324m de altura e está dividida em 3 níveis para os visitantes. Do mais alto, têm-se uma das mais lindas vistas de Paris.

PARIS VISTA DO ALTO DA TORRE EIFFEL

A CATEDRAL DE NOTRE DAME

A catedral de Notre Dame é uma das mais antigas catedrais francesas. Construída em estilo gótico em 1163. Fica situada na Ilha de La Cité, no centro histórico original de Paris.

LA CONSIERGERIE – O PALÁCIO PRISÃO

La Conciergerie é um dos mais belos prédios de Paris, fica na Ilha de La Cité enobrecendo o Rio Sena e fez parte do antigo Palácio da Cidade, mais tarde transformado em prisão. Aí ficou presa a Rainha Maria Antonieta, de onde saiu direto para a guilhotina em 1793.

A “PONT NEUF”

No passeio do Bateaux Mouche, cruzamos por baixo da Pont Neuf (Ponte Nova), construída pelo Rei Henrique II em 1577. A Pont Neuf liga os dois lados do Sena, a Rive Gauche (margem esquerda) à Rive Droite (margem direita), passando pela Ilha de La Cité. Seguiu o modelo arcos romanos e pela primeira vez não foram construídas casas sobre pontes. Acredita-se para não esconder a visão do Louvre.

AVENIDA DE CHAMPS-ELYSÉES

À tarde continuamos a caminhada, a melhor maneira de se visitar Paris, dessa vez pela Champs-Elysées, uma das mais belas do mundo, com o Arco do Triunfo emoldurando a sua entrada principal.

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em França, Travessia do Atlântico e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para PARIS – UM FINAL PERFEITO

  1. joaquimnery disse:

    Oi Julia. Acompanho as suas notícias pelo face. Adorei falar com você. Acho que esse ano, no segundo semestre vou passar por aí. Faço contato. FELIZ NATAL

  2. Julia disse:

    Que delicia Quinho!! Devia ter mandado uma mensagem pra tomarmos um café juntos nesses rapidos 3 dias!
    Beijao, Julia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s