Chegando a Bangkok

03/04/2011 – São Paulo – Bangkok

Começamos no dia 03/04/2011 uma viagem para a Indochina e China. A proposta é um tour antropológico e paisagístico por áreas remotas do altiplano de Yunam na China, chegando até o Tibete. Depois entraremos no Laos onde faremos um cruzeiro no Rio Mekong. Antes de tudo isso, porém, passaremos em Bangkok, capital da Tailândia. Saímos de Salvador para São Paulo e por pouco não perdemos a conexão para Johanesburgo, num vôo da SAA. Após 8h de vôo, chegamos a Johanesburgo e ficamos por 6 horas no aeroporto aguardando uma conexão para Bangkok, num vôo da Thai Airways. É incrível como a presença na África trás uma energia diferente e bate logo uma imensa vontade de voltar ao continente.

De Johanesburgo para Bangkok foram 11h de vôo, porém numa condição mais confortável e deu para dormir bastante. Já são 10h de fusos horários adiantados e isso mexe com a gente, chegamos a Bangkok no dia 05/04.

Pegamos um táxi para o Holiday inn Hotel Silom e dormimos bastante para compensar o tempo de viagem e a diferença de fusos horários.

A Tailândia é um país bastante populoso, com aproximadamente 65 milhões de habitantes. Fica no Sudeste da Ásia, na área da Indochina, dividindo a península com o Vietnã, Malásia, Laos, Camboja e Mianmar. Chamava-se Sião e se orgulha de jamais ter sido colonizado por uma potencia européia, apesar de fortemente inflenciado e submisso à Inglaterra.

Bangkok – uma cidade de contrastes

Saímos a pé no final da tarde para uma volta no centro da cidade. As ruas possuem muitas lojas de bijouterias e casas de massagens (muitas). Fomos até a beira do rio Chao Phraya, que é a principal artéria de Bangkok, possuindo, inclusive um sistema de transporte popular (boat Express), no estilo dos vaporetos de Veneza.

Movimento frenético de barcos no Rio Chaos Phraya que corta a cidade de Bangkok

No início da noite fomos ao excelente restaurante Breezes, fica no 52º andar de uma das mais altas torres de Bangkok, a State Tower. O jantar foi maravilhoso, o serviço perfeito. O restaurante fica num terraço do edifício, com uma vista incrível da cidade, pedimos o menu degustação e valeu muito a pena.

Restaurante Breezes em Bangkok

Após o jantar, subimos até o 63º andar, onde existe um bar espetacular (Siroco). Uma banda de Jazz toca no alto da torre para o infinito e os clientes ficam em mesas que se espremem ao redor de um balcão de vidro na beira do prédio, admirando a cidade. Voltamos ao hotel para tentar dormir.

Vista noturna de Bangkok

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Tailândia e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s