A FLORESTA DE PEDRA NOS ARREDORES DE KUNMING

08.04 – Bangkok – Kunming

Seguimos para o aeroporto e nos despedimos da Tailândia. Pegamos um Vôo para Kunming, onde começaria a nossa viagem pela China. Kunming é a capital da província de Yunam, fica no planalto do sudoeste chinês, nas encostas que levam ao Tibet. A região possui uma enorme influência das minorias étnicas chinesas.

A cidade de Kunming é uma metrópole cosmopolita com cerca de 4 milhões de habitantes. Chegar à China nos deixou um pouco apreensivos, mais pela expectativa do que pelo que encontramos por lá. A cidade possui avenidas largas e o trânsito funcionava bem. Fomos recebido por uma guia jovem falando um inglês excelente. Hoje, toda criança chinesa das grandes cidades, tem a chance de começar a estudar inglês, já a partir dos 5 anos de idade.

Ficamos hospedados no hotel Grand  Park Kunmig, de qualidade razoável. Não tivemos energia para sair e decidimos jantar no hotel.

09.04 – Kunming – Shangri-lá

Saímos do hotel às 9h para um dia inteiro de passeio por Kunmig e arredores.

  

A primeira parada foi no Green Lake, um parque muito bonito no coração da cidade, onde pudemos observar vários grupos de chineses praticando Tai Xi Xuan, Kung Fu e outras danças/exercícios ao ar livre, uma prática muito comum entre eles, sobretudo entre os mais idosos.

Exercícios ao ar livre no Green Lake

Saímos do Green Park e fomos até o Jin Dian ou Golden Templo, situado no topo de uma montanha nos arredores de Kunmig.

Entrada do parque que leva ao Jin Dian (Golden Templo)

O local é muito bonito, com bosques de pinheiros e muito florido. Foi uma antiga residência de verão do general rebelde Quing Wu Sangui, um dos governantes de Kunming.

A bela esposa do general Quing, Wu Sangui

Possui vários templos Taoístas, porém o mais importante é o Templo de Ouro, que na realidade é de bronze e data de 1671.

Templo Taoísta Jin Dian

Situado atrás do templo, no alto da colina existe um Santuário Taoista com uma grande torre e um sino de bronze de 12ton de 1432.

Santuário Taoísta

De lá se tem uma boa vista da cidade. E mais uma vez observamos os grupos organizados praticando exercícios, como o Kung Fu.

Grupo praticando Kung Fu no Parque Jin Dian

Saímos do Golden Templo e viajamos 75km até a Floresta de Pedra, a maior atração da região de Kunmig.

The Stone Forest - A incrível Floresta de Pedra de Kunming

Uma incrível formação rochosa que se tornou Patrimônio da Humanidade e é considerada uma das maravilhas da natureza. As rochas calcárias da Floresta de Pedra (Shi Lin)  foram trabalhadas pelo elementos das intempéries e se tornaram uma formação única no mundo.

Na região da Floresta de Pedra existe uma das minorias étnicas da China, os Sami, um dos subgrupos da minoria étnica Yi, que se vestem com roupas bem coloridas e cuidam do parque. Os Yi têm a sua própria língua e escrita.

Mulheres Sami. Um dos subgrupos da minoria étnica Yi

Passamos cerca de 2h circulando pelo parque da Floresta de Pedra, depois voltamos a Kunmig, onde fomos ao museu das minorias étnicas e depois seguimos para o aeroporto para pegarmos um vôo para Shangri-lá (Zongdiang} .

Ficamos hospedados no hotel Gyalthang Dzong, nos arredores da cidade, uma bela construção em estilo tibetano e decorado com charme, apesar de simples.

Hotel Gyalthang Dzong em Shangri-lá

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em China e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s