LIJIANG E AS MONTANHAS NEVADAS DO TIGRE DE JADE

12.04 – Lijiang

Saímos pela manhã com destino à Montanha Nevada do Tigre de Jade, um grande complexo de montanhas, que fica nos arredores de Lijiang.

A MONTANHA DO TIGRE DE JADE

O caminho é muito bonito. Chegamos ao pé da montanha e pegamos um teleférico para a parte mais alta, onde inicia-se uma trilha até o pico.

No alto da montanha temos uma vista encantadora. Um mosteiro budista completa e dá um charme especial à paisagem.

MOSTEIRO BUDISTA NA MONTANHA NEVADA DO TIGRE DE JADE

GAROTA NAXI NA MONTANHA NEVADA DO TIGRE DE JADE

Na descida paramos para visitar os lagos cor de esmeralda. Uma multidão de turistas chineses disputavam a melhor foto. Os chineses pegaram a mania dos japoneses de fotografar absolutamente tudo. As meninas fazem poses sensuais e ensaiam para um “book”particular.

LAGO ESMERALDA NA REGIÃO DAS MONTANHAS NEVADAS DO TIGRE DE JADE

A VAIDADE OCIDENTAL DA GAROTA CHINESA

Seguimos até a vila de Baisha, que fica a 10km de Lijiang. Até a invasão de Kublai Khan na China, o filho do mongol Gengis Khan, formador do maior império que já houve na face da Terra, Baisha foi a capital da etnia Naxi. Hoje é uma vila tranquila onde os Naxi vendem artesanatos e lembranças da China.

  

Baisha é a terra natal do médico taoísta Dr Ho, famoso pela medicina natural chinesa, que já foi manchete de jornais europeus por diversas vezes e por se julgar a exposição das manchetes jornalísticas em frente à sua casa, se orgulha muito disso. Passamos pela porta e tivemos a oportunidade de vê-lo.

  

Visitamos uma casa de uma família tradicional Naxi, que faz artesanato com bordados de linha de seda. Fomos muito bem recebidos, aprendemos um pouco sobre essa cultura de uma das mais importantes minorias étnicas da China.

  

Voltando a Lijiang fomos até o museu Instituto de Pesquisa de Dongba, que é uma instituição acadêmica para a preservação da cultura Naxi. O museu é interessante e conta a história dessa minoria étnica descendentes de nômades tibetanos. Aí ficam alguns Feiticeiros Dongba, os poucos Xamãs que sobreviveram à perseguição da Revolução Cultural.

FEITICEIRO DONGBA - XAMÃ DA ETNIA NAXI

Após o museu Naxi seguimos andando para o parque do Lago do Dragão Negro, que fica anexo ao museu. É um local para caminhada dos moradores de Lijiang, mas também faz a festa dos turistas.

LAGO DO DRAGÃO NEGRO

Um monumento no centro do lago cheio de carpas, está ligado à borda por uma ponte charmosa. É um dos cartões postais de Lijiang.

PARQUE DO LAGO DO DRAGÃO NEGRO

Voltamos para a Old Town (Dayan). É um labirinto de ruas de pedra, com casas de madeira, bares, restaurantes e lojas de artesanato. A primeira impressão é uma mistura de Veneza Chinesa com Epcot Center. Em 1996 foi destruída por um terremoto, mas foi reconstruída e se tornou Patrimônio da Humanidade da UNESCO.

LIJIANG A VENEZA DA CHINA

Na entrada da Old Town, duas rodas d’água dão as boa vindas aos visitantes.

A ENTRADA DA ÖLD TOWN"DE LIJIANG

No interior da Old Town não existem carros, mas a cidade é viva, com escolas e residentes, além dos milhares de turistas que circulam freneticamente pelas ruelas.

LIJIANG RUELAS E CANAIS LOTADAS DE TURISTAS, SOBRETUDO CHINESES

Centenas de bares e restaurantes compõe a “Old Town”de Lijiang. A forte tradição chinesa está presente na culinária e se confunde com um início de modernização. Chama a atenção a rede de fast food típica dessa região, vizinha ao Tibete: “The Yak Meat of The Naxi Girl”. O nome é assim mesmo, em inglês.

THE YAK MEAT OF THE NAXI GIRL

Falcões e cavalos ficam disponíveis e fazem a festa dos turistas.

  

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em China e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para LIJIANG E AS MONTANHAS NEVADAS DO TIGRE DE JADE

  1. Tess disse:

    affe… lembrei do cheiro de “yak meet”…

  2. Cati Oliveira disse:

    Que lugar lindo!
    Mas n sei se eu ia parar p/ comer nesse “The Yak Meat of The Naxi Girl”! rsrs

  3. joaquimnery disse:

    Ju. Não tinha Big Mac, mas era o maior sucesso e tão frenético quanto.

  4. Juliana Cabelão disse:

    Nesse “The Yak Meat of The Naxi Girl” não tinha Big Mac, não?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s