LUGU LAKE – O DIFICIL É CHEGAR LÁ

13.04 – Lijiang – Lugu Lake

Dessa vez o destino era Lugu Lake. Saímos de Lijiang e pegamos a estrada de aproximadamente 300km que leva a essa cidade. A estrada rapidamente vai subindo montanhas, até começar a formar desfiladeiros de proporções chinesas.

O CAMINHO MONTANHOSO PARA LUGU LAKE

São várias cordilheiras de montanhas que temos que atravessar. A paisagem é deslumbrante, mas vai perdendo o charme a medida que a estrada vai perdendo qualidade. Com o passar do tempo, vai ficando cada vez mais perigosa, estreita, sinuosa, curvas perigosas e precipícios que se perdem na visão.

UM DESFILADEIRO DE PROPORÇÕES CHINESAS

Almoçamos no meio do caminho, num restaurante de beira de estrada e mais uma vez o que impressiona é a condição precária de higiene dessa região da China. O almoço foi razoável, mas a condição de higiene é muito ruim.

SISTEMA INTENSIVO POR USO DE MÃO-DE-OBRA

Os vales são bastante produtivos, solos férteis e uso de mão-de-obra intensiva obtêm um excelente resultado de produtividade.

VALES FÉRTEIS NO CAMINHO DE LUGU LAKE

A imagem dos campos é um pouco medieval. Carros-de-boi e arado simples se misturam a uso de adubo e plástico para ativar a produção.

Depois a estrada foi ficando cada vez pior. Perigosa, até que ficou totalmente destruída. A Chegada a Lugu Lake poderia ser maravilhosa, pois depois da quinta cordilheira, aparece o lago, lidíssimo, do alto da montanha, porém foram tantas as dificuldades, que depois de 7 horas de viagem, a beleza de Lugu Lake se perde nas más lembranças da estrada. Não vale a pena. Somente quando as condições de acesso forem melhores. Estão sendo construídas uma auto-pista e um aeroporto nas proximidades da cidade.

LUGU LAKE - A VISTA DO LAGO É DESLUMBRANTE

A cidade é muito pequena, fica numa região de difícil acesso e portanto muito pouco visitada, mas aqueles que aqui chegam saboreiam o visual e a cultura local. Possui uma rua litorânea charmosa, com alguns restaurantes e pousadas.

A BEIRA DO LAGO EM LUGU LAKE

O lago é lindo, possui algumas ilhas próximas e em uma delas um templo budista é centro de peregrinação.

TEMPLO BUDISTA NO LUGU LAKE

LUGU LAKE

A comida exótica chinesa está presente por toda a parte. Sapo-boi inclusive. Jantamos num restaurante simples, porém com um atendimento nota 10, com direito a uma seleção de musicas brasileiras. Não comemos sapo-boi e sim uma massa italiana-chinesa.

SAPO-BOI PRONTO PARA A PANELA

A região de Lugu Lake é dominada pela etnia Moso. Os Moso são uma das poucas e últimas minorias étnicas matriarcais existentes no mundo.

MULHER DA ETNIA MOSO

As mulheres Moso não possuem marido e dominam as atividades produtivas, cuidam dos filhos, que chamam os pais de tios. As Moso podem ter vários parceiros e a atividade sexual é livre. Nas casas a principal autoridade é da avó. Os meninos dormem com as avós e as meninas em quartos próprios.

MULHERES MOSO

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em China e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para LUGU LAKE – O DIFICIL É CHEGAR LÁ

  1. Juliana Cabelão disse:

    No caminho que estamos seguindo, em breve teremos muitas mulheres Moso no mundo! rs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s