NOVA ZELÂNDIA O PAÍS DA OVELHAS

Saímos de Rotorua e seguimos para o sul. Como existiam no caminho outras atrações na região geotermal, fizemos paradas por estas áreas.

A ENTRADA PARA O HELL'S GATE

A 16km de Rotorua fica o Hell’s Gate, que é famoso pela violência da atividade vulcânica. Existem boas trilhas na região e lamas fumegantes e o mesmo cheiro de enxofre que acompanha toda a região.

LAMA VULCÂNICA NO HELL'S GATE

   

Aí em Hell’s Gate, no Wai Ora Spa,  foi possível arriscar um treinamento no entalhe artesanal dos maoris.

TREINANDO OS ENTALHES MAORIS

Saímos da região de Rotorua e seguimos viagem pela Ilha do Norte. O próximo destino era Taupo, nas margens do lago que leva o seu nome. Taupo é o maior lago da Nova Zelândia e surgiu como consequência de uma erupção vulcânica.

O LAGO TAUPO

A cidade é um centro de turismo, onde destacam-se a pesca, os esportes aquáticos e as atrações geotermais, além de esportes radicais, como o Bungy Jumping. A cidade é conhecida como o paraíso da truta.

FLORESTA NOS ARREDORES DE TAUPO

Nos arredores de Taupo aparecem alguns vulcões, dentre eles o Mount Ruapehu, que é o pico mais alto da Ilha do Norte.

MOUNT RUAPEHU - O PONTO MAIS ALTO DA ILHA DO NORTE

Taupo fica no centro de uma região de forte atividade rural. O maior destaque fica para a criação de ovelhas. A Nova Zelândia é conhecida como o país das ovelhas. São cerca de 40 milhões de animais. Aproximadamente 10 ovelhas para cada habitante do país.

CRIAÇÃO DE OVELHAS NA ILHA DO NORTE

Nesse dia a viagem foi planejada para passarmos o pernoite numa fazenda típica da região. Essa é uma opção comum ao turismo na Nova Zelândia. A princípio ficamos receosos de não ser uma boa programação. Pensamos em desistir e seguir direto para Wellington, mas resolvemos tentar. Foi muito bom termo parado. Uma hospedagem confortável e um bom papo com os kiwi (neozelandeses).

A SEDE DA FAZENDA DE OVELHAS ONDE FICAMOS HOSPEDADOS NA ILHA DO NORTE

Ficamos hospedados numa pequena fazenda de ovelhas e tivemos a chance de compartilhar um pouco com a rotina do casal que comanda a propriedade. Os neozelandeses de descendência européia, são chamados de kiwis.

JILL E CHARLES, O CASAL KIWI QUE NOS HOSPEDOU NA FAZENDA

À noite, o casal de kiwis que nos hospedou, serviu um belíssimo jantar, com menu de cordeiro. É claro.

CORDEIROS DA NOVA ZELÂNDIA

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Nova Zelândia e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para NOVA ZELÂNDIA O PAÍS DA OVELHAS

  1. Joaquim Nery Filho disse:

    È tudo muito lindo.

  2. Tess disse:

    Deu saudade!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s