OS CACHALOTES DE KAIKOURA

Saímos de Blenheim e seguimos pela costa leste da Ilha do Sul em direção a Kaikoura. A região sofre influência direta de correntes marinhas quentes e frias. As quentes vêm do equador e as frias vêm da Antártida.

Paisagem da Costa Leste da Nova Zelândia

O encontro dessas correntes na região de Kaikoura cria uma condição especial para a vida marinha e faz dessa região uma área ecologicamente privilegiada.

Kaikoura - Um paraíso para o ecoturismo

Antes de chegar a Kaikoura, passamos pela colônia de focas-peludas de Ohau Point. Uma boa oportunidade para a observação desses animais, que aparecem aí em abundância.

As Focas Peludas em Ohau Point

O ecoturismo é o ponto forte de Kaikoura e a grande atração é a observação dos Cachalotes, muito comuns na região. Existem várias empresas especializadas em observação desses animais, também conhecidos como baleias dentadas.

Whale Watch em Kaikoura

Whale Watch em Kaikoura

Pegamos um barco em Kaikoura. O dia estava muito ruim para o passeio. Chovia e o mar estava agitado, mas mesmo assim o passeio foi incrível. A emoção de encontrar os cachalotes valeu a pena.

O primeiro encontro com os cachalotes

O primeiro encontro com os cachalotes

Os Cachalotes são os maiores mamíferos dentados do planeta, os seus dentes podem chegar a 25cm de comprimento. Sempre foram associados a mitos e aventuras. A História de Moby Dick é uma aventura na tentativa de captura de um Cachalote Gigante Albino. Aparecem em grande quantidade nas proximidades de Kaikoura. A geografia do lugar ajuda.

A Península de Kaikoura

A Península de Kaikoura

Próximo à costa de Kaikoura existem fossas submarinas que chegam a 4.000m de profundidade. Nessas grandes profundidades vivem as lulas gigantes, o alimento preferido dos cachalotes. Existem histórias de lutas titânicas entre Lulas Gigantes e Cachalotes, não se pode afirmar que sejam verdadeiras.

Os Cachalotes de Kaikoura

Os Cachalotes de Kaikoura

Quando encontramos o primeiro grupo, o piloto do barco nos avisou quando ele iria partir para o grande mergulho de caça. A coluna dorsal se curva e ele se projeta perpendicularmente para o fundo.

O Cachalote se prepara para o mergulho

O Cachalote se prepara para o mergulho

Os cachalotes têm uma característica própria que é o grande cérebro. O mais pesado, dentre as espécies da natureza, o que ajuda no mergulho profundo. Os cachalotes podem mergulhar até 3.000m de profundidade e ficam até 90min debaixo d’água.

O mergulho vertical do Cachalote

O mergulho vertical do Cachalote

Quando voltamos do passeio, a companhia havia suspendido as outras saídas em função do mau tempo. Demos sorte o nosso barco foi o último daquele dia. No retorno ainda observamos um pouco mais da vida selvagem nos arredores de Kaikoura, onde os albatrozes também se destacam e são vistos até na beira da praia.

Albatroz em Kaikoura

Albatroz em Kaikoura

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Nova Zelândia e marcado , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para OS CACHALOTES DE KAIKOURA

  1. joaquimnery disse:

    Quando comprei a minha primeira Nikon, tinha como objetivo fotografar o rabo de uma baleia e foi em Kaikora que tive e oportunidade. A emoção foi forte.

  2. Jamile disse:

    Adoro animais e as fotos dos cachalotes ficaram fantásticas! Imagino ao vivo como deve ter sido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s