CHEGANDO A DUMA TAU – O RUGIDO DO LEÃO – mar/2012

Pegamos um voo na pista do Little Vumbura até Duma Tau, o nosso próximo acampamento. Duma Tau significa, o rugido do Leão e era isso que esperávamos ouvir e ver.

A barraca do Acampamento Duma Tau

A barraca do Acampamento Duma Tau

O acampamento fica na parte norte do Delta do Okavango, próximo à fronteira com a Namíbia, na Reserva Linyante. Chegamos na pista de pouso e fomos recebidos pelo guia Name e seguimos direto para o safari da tarde.

Name, o nosso guia em Duma Tau

Name, o nosso guia em Duma Tau

A paisagem em Duma Tau é bem diferente daquela que tivemos em Little Vumbura. A área alagada ficou para trás. Em Duma Tau a vegetação é mais densa, muitos arbustos, o que dificulta a visão dos animais, em compensação, Duma Tau fica ao lado do Chobe National Park, que possui a maior concentração de elefantes da África e eles aparecem por todos os lados.

Os elefantes são comuns por aqui.

Os elefantes são comuns por aqui.

Já tínhamos visto cenas em Little Vumbura, que sabíamos seriam insuperáveis. A região de Duma Tau fica banhada pelo Rio Savuti e pelo lendário Canal Savuti, um santuário de vida selvagem, cujas águas pararam de circular há 20 anos atrás, como consequência de movimentos tectônicos, mas voltou imponente há 5 anos. O Savuti Channal possui aproximadamente 100 km de extensão e é uma importante área de concentração de vida selvagem. Leões, hienas, cães selvagens e outros predadores disputam as presas no Savuti Channal.

O lendário Canal Savuti, um dos santuários de vida selvagem da África

O lendário Canal Savuti, um dos santuários de vida selvagem da África

Foi na beira do Rio Savuti, que vimos um Monitor do Nilo, um lagarto maravilhoso e exímio nadador. O Monitor do Nilo pode chegar a 7m de comprimento e tem um temperamento bastante agressivo, possui dentes bastante afiados.

O Monitor do Nilo

O Monitor do Nilo

Logo na chegada, também vimos os lindos patos egípcios e alguns hipopótamos.

Os Patos Egípcios

Os Patos Egípcios

No Canal Savuti encontramos o primeiro grupo de elefantes. Tinham vindo beber água no final da tarde. Ficaram nervosos com a nossa presença e nos ameaçavam o tempo inteiro. No meio deles havia um bebê com parte da tromba amputada. Segundo Name, o nosso guia, o motivo pode ter sido uma infecção ou mesmo um ataque de crocodilo ou hiena.

O filhote com a tromba amputada

O filhote com a tromba amputada

Os elefantes ficaram zangados

Os elefantes ficaram zangados

Vimos alguns antílopes na beira do rio e quando estávamos quase seguindo para o camping, Name recebeu um chamado no rádio alertando sobre um grupo de leões. Não esperava mais nada tão fantástico, quando Name anunciou que deveria ser um grupo grande.

Uma linda fêmea de Kudu

Uma linda fêmea de Kudu

Encontramos os leões na beira da estrada. Era um grupo com 14 animais, entre fêmeas, filhotes de diversas idades, alguns já com o início de formação da juba. Nunca tínhamos visto tantos leões juntos. A sensação é de êxtase, euforia e medo ao mesmo tempo.

Os leões se aproximavam de forma intimidadora

Os leões se aproximavam de forma intimidadora

Os leões passavam ao lado da Land Rover. Impossível não ficar apreensivo. Pararam para beber água e pegamos cenas lindíssimas e especiais, daquelas fotos que costumamos ver nas revistas sobre mundo animal e sonhamos em poder fazer um dia.

Os leões bebendo água

Os leões bebendo água

Leões

Leões

Ficamos seguindo e observando os leões por um longo período, até que ao entardecer eles desistiram da caminhada e deitaram na relva para descansar. Já era hora de seguirmos para o acampamento.

Os leões pararam para descansar

Os leões pararam para descansar

Chegamos ao Acampamento Duma Tau no início da noite. A estrutura do Camping se parece um pouco com a dos outros, diferenciando-se apenas nos detalhes de arquitetura.

Detalhe da área social do Acampamento Duma Tau

Detalhe da área social do Acampamento Duma Tau

À noite tivemos um jantar na beira da fogueira com um grupo diverso. Os guia de Botswana, a gerente do Camping, canadense e 5 casais de nacionalidades diferentes. Um do Brasil, um dos EUA, um da Alemanha, um da Áustria e um da Austrália. Cada grupo contava a sua estória, mais a nossa era a melhor de todas.

Acampamento em Duma Tau

Acampamento em Duma Tau

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Botswana e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para CHEGANDO A DUMA TAU – O RUGIDO DO LEÃO – mar/2012

  1. joaquimnery disse:

    Obrigado Iraildes. Que bom ter você por aqui. Continue acompanhando. Um abraço.

    Nery.

  2. Iraildes Mascarenhas disse:

    Uma belíssima instigadora viagem, pelo mundo selvagem, uma experiência ímpar. Muito bom! Lindas as imagens.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s