OS LEÕES E OS BABUÍNOS

Saímos às 6h para o nosso últimos safari em Botswana. Já tínhamos visto quase tudo. Quando os carros saem pela manhã, os guias/motoristas combinam estratégias, escolhem os caminhos e seguem adiante.

Os Land Rover preparados para os Safaris

Os Land Rover preparados para os Safaris

A gerente do Acampamento Duma Tau, Cara, uma canadense, pediu uma carona pois estava ali há algum tempo e tinha feito poucos safaris. Seguiu conosco.

Amanhecendo no Canal Savuti

Amanhecendo no Canal Savuti

Nas estratégias dos guias e para atender a um pedido de Cara, seguimos em busca dos leões. Não foi difícil para Name, bastava seguir as pistas. De vez em quando ele desligava o motor do carro para ouvir os sons da savana.

As Águias no silêncio da savana

As Águias no silêncio da savana

Ouvimos os gritos dos babuínos. Segundo Name é um alarme que eles emitem avisando sobre a presença dos leões.

Os Babuínos disparam o alarme.

Os Babuínos disparam o alarme.

Encontramos os leões. Dessa vez o grupo estava completo, eram 15 e eles deram um show.

Os Leões deram um show.

Os Leões deram um show.

Os leões se espalharam por uma grande área aberta, com árvores dispersas e ficavam acuando os babuínos sobre as árvores. Os babuínos, por sua vez gritavam e tentavam espantar os leões sem chance.

Os Leões tentavam subir nas árvores.

Os Leões tentavam subir nas árvores.

Ficavam de castigo sobre as árvores. De vez em quando um descia, saia correndo e subia na árvore vizinha, como se estivessem brincando de “quatro cantinhos”.

Os Babuínos estavam de castigo sobre as árvores.

Os Babuínos estavam de castigo sobre as árvores.

Os leões não estavam com fome. Aparentemente estavam só se divertindo com os babuínos.

Os Leões estavam se divertindo.

Os Leões estavam se divertindo.

Deixamos o grupo e seguimos adiante. Vimos um belo hipopótamo, se é que podem existir hipopótamos belos.

Um belo Hipopótamo

Um belo Hipopótamo

O nosso último encontro especial em Botswana foi com um Kori Bustard, a maior ave da região, já que por aqui não é comum a presença de avestruzes. O Kori Bustard pode chegar a 25 kg, é a maior ave voadora da África.

O majestoso Kori Bustard

O majestoso Kori Bustard

Paramos para um café no meio do safari a à tarde seguimos para o Zimbábue.

Um café no meio do Safari

Um café no meio do Safari

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Botswana e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s