LONDRES 2012 – O RIO TÂMISA E A LONDON EYE

Viajamos através da Via Alegria (www.viaalegria.com.br), chegamos a Londres num voo da TAP. Por sugestão de uma garota brasileira que encontramos no aeroporto, pegamos um trem expresso do aeroporto de Heathrow até a estação de Paddington, daí seguimos de taxi até o Hotel Corus. Foi a melhor opção, pois além de mais rápido, foi mais fácil e mais barato, se é que alguma coisa é barato no verão de Londres, em tempos de Olimpíadas.

O prédio do Parlamento, um dos símbolos de Londres

O prédio do Parlamento, um dos símbolos de Londres

O Hotel Corus fica na região de Lancaster, próximo à estação de metrô Lancaster Gate, ao lado do Hyde Park. Uma boa localização.

A Trafalgar Square lotada por causa das Olimpíadas

A Trafalgar Square lotada por causa das Olimpíadas

À tarde saímos do hotel e resolvemos pegar o “Big Bus”, um sistema de ônibus de dois andares, aberto e que faz os principais trajetos turísticos de Londres. É possível parar em vários pontos ao longo do circuito, comprando um ticket de um dia. Existem duas linhas, uma azul e uma vermelha, que se completam. Para aproveitar melhor os trajetos do Big Bus, o melhor é comprar o ticket de dois dias.

Os "Double Decker", os ônibus de dois andares típicos de Londres.

Os “Double Decker”, os ônibus de dois andares típicos de Londres.

Paramos na Ponte de Westminster e pegamos um cruzeiro pelo Rio Tâmisa, que já está incluso no ticket do ônibus. O ônibus e o cruzeiro são boas opções para começar a visita, pois nos dá uma idéia mais abrangente sobre a cidade e depois escolhemos o que queremos ver com mais calma.

É do Pier de Westminster que saem os cruzeiros pelo Rio Tâmisa.

É do Pier de Westminster que saem os cruzeiros pelo Rio Tâmisa.

O primeiro dia foi bastante proveitoso, mas cansativo, fizemos um passeio panorâmico por Londres e decidimos o que fazer nos dias seguintes.

Imagens panorâmicas de Londres a partir do Rio Tâmisa.

Imagens panorâmicas de Londres a partir do Rio Tâmisa.

O Rio Tâmisa é a principal artéria de Londres, foi decisivo na escolha da localização, quando da fundação da cidade. Possui uma foz em estuário, o que facilita a navegação e foi responsável por fazer de Londres uma das principais cidades do mundo. A localização protegida e privilegiada estimularam o desenvolvimento de uma navegação potente e poderosa, ajudando a Inglaterra a dominar o mundo por uma boa parte dos séculos XVIII e XIX.

O Rio Tâmisa visto a partir da London Eye.

O Rio Tâmisa visto a partir da London Eye.

Foi nas margens do Tâmisa que aconteceu a Revolução Industrial inglesa. Hoje, as industrias desapareceram das margens do rio, apareceram os prédios modernos de escritório e condomínios residenciais. As águas do Tâmisa agradecem, pois estão mais limpas.

Prédios modernos nas margens do Tâmisa.

Prédios modernos nas margens do Tâmisa.

Embarcamos no píer da Ponte de Westminster, onde a Roda Gigante London Eye, domina a paisagem. A London Eye foi inaugurada nos últimos minutos de 1999, mas o público só teve acesso às suas instalações no início de fevereiro de 2000. Possui 135m de altura, o equivalente a um prédio de 45 andares e faz uma volta completa em 30 minutos. Já foi a maior Roda Gigante do mundo, hoje superada pela Roda Gigante de Cingapura.

A London Eye vista a partir da Ponte de Westminter

A London Eye vista a partir da Ponte de Westminter

Hoje, a London Eye é uma das principais atrações para aqueles que visitam Londres, transportam até 15.000 turistas por dia, cada cabine pode levar até 25 pessoas de cada vez. Lá do alto podemos ter uma bela vista do Tâmisa e de algumas das principais atrações turísticas da cidade.

Vista de Londres a partir da London Eye.

Vista de Londres a partir da London Eye.

Subimos o rio até a Tower Bridge (A Ponte da Torre), o maior símbolo da cidade. A ponte foi inaugurada em 1894 e é uma das mais famosas do mundo. As partes centrais se elevam para permitir a passagem de grandes navios, formando um vão de até 42m de altura.

A Tower Bridge, um dos principais pontos turísticos de Londres

A Tower Bridge, um dos principais pontos turísticos de Londres

Na beira do rio aparecem calçadões e boas opções de caminhada. São vários os restaurantes e pontos de visitação. Muitos turistas, vários londrinos, artistas de rua e todo tipo de gente. Londres é uma das cidades mais cosmopolitas do mundo.

Calçadão nas margens do Tâmisa

Calçadão nas margens do Tâmisa

Um dos destaques do calçadão fica para o The Globe, espaço dedicado a Shakespeare, com uma reprodução do teatro antigo da Companhia Shakespeariana, do século XVI. Existem peças frequentes no teatro e, é claro, que Shakespeare é o tema central.

O The Globe, teatro de Shakespeare nas margens do Tâmisa

O The Globe, teatro de Shakespeare nas margens do Tâmisa

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Inglaterra e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para LONDRES 2012 – O RIO TÂMISA E A LONDON EYE

  1. Anônimo disse:

    Muito obrigado pela atenção e ano que vem experimentarei o MSC Lírica e só aproveitarei a Terça de carnaval. Abraço

  2. joaquimnery disse:

    Olá Hamilton,

    Londres é uma cidade riquíssima em atrações. São imperdíveis o passeio de barco pelo Rio Tâmisa, o passeio pela London Eye, uma visita a Greenwich, Portobello Road, no bairro de Notinghill, O Museu de História e Ciências naturais, dentre outras. Veja aqui no blog. Tem vários posts na sequência deste.

  3. Hamilton Burd disse:

    Tem mais opções de atrações imperdíveis para quem passará 4 dias, além da troca da Guarda, Big Ben e um espetáculo teatral? Obrigado

  4. gold account disse:

    Quando você chega a um lugar para o qual teve de pagar caro para visitar e se depara com uma roda gigante (gigante), um rio para passear de barco , guardas trajando roupas que remetem a épocas remotas, castelos e outras atrações , você conclui que esse deve ser o melhor parque de diversões da história. E, de fato, Londres parece um grande parque de diversões à espera dos viajantes, que podem escolher entre centenas de pontos turísticos para se encantar com a capital britânica e retratá-la em fotos que povoarão facebooks e a imaginação dos futuros visitantes da Terra da Rainha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s