UM DIA EM BUENOS AIRES

Saímos pela manhã para um passeio guiado por Buenos Aires. A cidade cresceu a partir do século XVIII e explodiu no final daquele século quando chegaram os italianos, o maior grupo de imigrantes da Argentina.

Pela sua localização no estuário do Rio da Prata, Buenos Aires possui um papel importante e estratégico, servindo como porto para cargas e mercadorias que vêm da Bacia Platina. É hoje a terceira maior cidade da América Latina, com mais de 13 milhões de habitantes na sua região metropolitana, ficando atrás da Grande São Paulo e da Grande Cidade do México.

Detalhe urbano de Buenos Aires

Detalhe urbano de Buenos Aires

Buenos Aires é uma cidade de avenidas largas e bem planejadas. Passamos pela Nove de Julho, a maior e mais importante delas. Foi construída sob forte influência de urbanistas franceses, entre 1912 e 1930, para ser a artéria principal da cidade. A sua construção demoliu cinco quarteirões de prédios, resultando na mais larga avenida do mundo, com cerca de 140m de lado a lado. A execução da 9 de Julho foi polêmica e endividou o país, mas deixou uma marca urbana na cidade.

O Obelisco na Avenida Nove de Julho

O Obelisco na Avenida Nove de Julho

O ponto central da Nove de Julho é o Obelisco que também serve de referência na cidade, possui 67m de altura. Fica da Praça da República, no cruzamento com a Corrientes, no centro financeiro e comercial de Buenos Aires. Nos dias de jogo da seleção argentina, é aqui que os torcedores vêm comemorar.

O Teatro Colón

O Teatro Colón

Ainda na Nove de Julho, perto do Obelisco, fica o Teatro Colón (Colombo). Aí existem visitas guiadas. É imperdível. Conhecer os bastidores, desse que é considerado um dos mais perfeitos teatros do mundo. Possui uma acústica maravilhosa.

A Praça da Recoleta

A Praça da Recoleta

Fizemos uma primeira parada na Praça da Recoleta. A Recoleta é um bairro nobre de Buenos Aires onde estão localizados muitos dos bares e restaurantes transados da cidade. A Praça é um lugar charmoso e excelente para passear.

O Cemitério da Recoleta

O Cemitério da Recoleta

É aí que está o Cemitério da Recoleta, uma das principais atrações do bairro. Não se surpreenda, mas o Cemitério é uma visita imperdível. Os mausoléus são impressionantes e testemunham uma época de fartura na Argentina. É no cemitério da Recoleta que fica o túmulo de Evita Peron, um dos mais visitados do lugar.

Caminito no bairro de La Boca

Caminito no bairro de La Boca

Depois seguimos para visitar o Bairro de La Boca, um dos pontos mais pitorescos de Buenos Aires. Ao lado do antigo porto, o bairro foi ocupado por imigrantes que chegaram à Argentina a partir do final do século XIX.

Caminito

Caminito

Aí em La Boca fica o Caminito, uma rua antiga, restaurada, formada por casas bastante coloridas. Um dos principais cartões postais de Buenos Aires. É comum encontrar casais dançando tango pelo meio de Caminito, batalhando umas gorjetas. Vale a pena participar.

Tango em Caminito.

Tango em Caminito.

É também em La Boca que fica o estádio La Bombonera , do Boca Juniors. Existe uma visita guiada pelo estádio. Brasileiros, apaixonados por futebol e que entendem a força da torcida do Boca, costumam visitar o La Bombonera. O bairro de La Boca continua sendo um lugar pobre e bastante degradado.

A paixão pelo Boca.

A paixão pelo Boca.

Seguimos para Porto Madero, onde paramos para almoçar na excelente churrascaria Cabaña Las Lilas. O antigo porto de Buenos Aires ficou obsoleto e abandonado a partir da década de 30, em função das suas águas rasas e da construção de um outro porto mais eficiente. Na década de 90 a Argentina e a província de Buenos Aires fizeram um esforço enorme para a recuperação da área, onde antigos armazéns do porto foram transformados em modernos prédios de escritórios, residenciais, restaurantes, etc.

Detalhe do Porto Madero

Detalhe do Porto Madero

Saímos de Porto Madero e fomos andando de volta para o hotel. No caminho passamos pela Praça de Maio, o ponto mais central de Buenos Aires. É aí que acontecem as principais manifestações políticas da cidade, dentre elas a famosa concentração das Mães da Praça de Maio, que reúne mães de desaparecidos do período da ditadura na Argentina. É comum acontecerem por aí também, manifestações das famílias de soldados mortos na Guerra das Malvinas.

Protesto na Praça de Maio

Protesto na Praça de Maio

É na Praça de Maio que fica a Casa Rosada, o belo prédio que é a sede do governo argentino. É aí que a Presidente Cristina Kirchner trabalha.

A Casa Rosada - A sede do governo argentino.

A Casa Rosada – A sede do governo argentino.

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Argentina e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s