O VALE DO LOIRE E O CASTELO DE ANGERS

Saímos cedo pela manhã pois tínhamos uma viagem longa pela frente, aproximadamente 350 km até Blois no Vale do Loire. Na saída ainda buscamos pontos estratégicos para fazermos as últimas fotos do Monte Saint-Michel. O dia estava favorável, tinha uma boa luz, ao contrário do dia anterior que passamos por lá.

A última foto do Monte Saint-Michel.

A última foto do Monte Saint-Michel.

Ainda na região, seguimos as placas na estrada para conhecer o Cemitério Alemão da Segunda Guerra Mundial na Normandia. É muito mais simples que os outros que visitamos (americanos e canadenses). Na realidade são criptas coletivas, dispostas num formato circular onde estão os restos mortais de soldados alemães mortos na região.

O Cemitério Alemão da Normandia.

O Cemitério Alemão da Normandia.

Seguimos por estradas secundárias, passando por vilarejos típicos e pela zona rural da Normandia, com belas paisagens emolduradas pela estrada. Na região, a pecuária se destaca, além da produção de maçã.

A paisagem rural da Normandia.

A paisagem rural da Normandia.

Entramos na Região do Vale do Loire pela cidade de Angers. Escolhemos Angers pela estratégia dos caminhos e da estrada. A cidade que possui cerca de 170 mil habitantes, é um polo industrial e fica numa das extremidades da área conhecida como Vale do Loire. Angers é a histórica capital dos Duques de Anjou e berço dos Plantagenetas.

A cidade de Angers nas margens do Rio Maine.

A cidade de Angers nas margens do Rio Maine.

O Rio Loire corre de leste para oeste, em direção ao Oceano Atlântico e ao longo do seu caminho existe uma grande quantidade de castelos, são mais de 300, que foram instalados aí pela corte francesa ao longo da sua história, desde a Idade Média.

Ponte sobre o Rio Loire

Ponte sobre o Rio Loire

As cidades do Vale foram beneficiadas pela implantação dos castelos e transformadas em polos importantes de atração turística na França, dentre elas destacam-se: Blois, Amboise, Angers, Orleans e Tours.

Casario na cidade de Amboise

Casario na cidade de Amboise

Os castelos mais antigos foram construídos como grandes fortificações a partir do século X. Quinhentos anos depois a arquitetura desses castelos foi se transformando, ganhando mais leveza e luxo, deixando de ser uma máquina de guerra e sendo transformado em palácios, com ênfase em design e paisagismo.

O Castelo-Fortaleza de Chaumont

O Castelo-Fortaleza de Chaumont

A partir do século XVI, o centro do poder na França deixou o Vale do Loire e se transferiu para Paris. Com a construção do Palácio de Versalhes nos arredores de Paris o Vale do Loire perdeu em importância, mas mesmo assim a alta burguesia francesa continuou a recuperar palácios existentes e a construir novos, como residência de verão.

O Palácio Cheverny, ainda ocupado como propriedade particular.

O Palácio Cheverny, ainda ocupado como propriedade particular.

A Revolução Francesa destruiu muitos castelos e palácios e saqueou os seus tesouros. O empobrecimentos dos nobres depostos fez com que muitos castelos fossem demolidos, mas os que sobreviveram contam uma história de riqueza e poder.

O Castelo Chambord - símbolo de riqueza e poder no Vale do Loire.

O Castelo Chambord – símbolo de riqueza e poder no Vale do Loire.

Durante a Primeira e Segunda Guerra Mundial, alguns foram transformados em Quartéis-generais militares e continuam a ser utilizados dessa maneira até hoje, porém muitos servem como propriedades privadas, habitação, albergues, hotéis e outros são abertos a visitação pública, atraindo milhares de turistas todos os anos.

Castelo Chenosceau, um dos que mais atrai visitantes.

Castelo Chenosceau, um dos que mais atrai visitantes.

O Castelo de Angers fica no alto de uma colina na beira do Rio Maine, um dos afluentes do Rio Loire. É um típico castelo medieval, que remonta à época inicial de implantação dessas estruturas no Vale do Loire. Possui uma muralha fortificada cercada por fossos.

A impressionante fortaleza medieval do Castelo de Angers

A impressionante fortaleza medieval do Castelo de Angers

O Castelo de Angers é chamado Château du Roi René (Castelo do Rei Renato) e foi construído num dos locais ocupados pelos romanos em território francês, em função da sua localização estratégica sobre a colina na margem do rio.

Os fossos cercam o Castelo de Angers

Os fossos cercam o Castelo de Angers

A origem do Castelo data do século IX, mas a fortaleza com o formato atual somente começou a ser construída a partir de 1230. As muralhas do Castelo possuem cerca de 800 metros de comprimento e é cercado por 17 torres, com alta capacidade de defesa.

Pátio interno do Castelo de Angers

Pátio interno do Castelo de Angers

Na base das tores um grande fosso cercando toda a estrutura que hoje possui jardins em estilo medieval.

Os jardins medievais no interior dos fossos

Os jardins medievais no interior dos fossos

Hoje o Castelo pertence ao município de Angers e foi transformado em museu. O seu principal acervo é a mais antiga e maior coleção de tapeçarias medievais do mundo, com destaque para a “Tapeçaria do Apocalipse”, o seu maior tesouro. O tapete possui 70 cenas do apocalipse, com cerca de 100 metros de comprimento, por 4,5 metros de altura. A tapeçaria foi encomendada para Luís I Duque d’Anjou em 1373 e conta a história do apocalipse segundo São João.

Detalhe da incrível Tapeçaria do Apocalipse

Detalhe da incrível Tapeçaria do Apocalipse

Deixamos o Castelo de Angers e seguimos viagem. Chegamos a Blois no final da tarde, onde ficamos hospedados, por três noites, no Holliday Inn. O hotel é bastante razoável, com um quarto confortável e uma boa localização, nada além disso.

O Castelo de Blois no centro da cidade

O Castelo de Blois no centro da cidade

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em França e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para O VALE DO LOIRE E O CASTELO DE ANGERS

  1. Moysés Fraga disse:

    Magia, beleza e História viva!!! Parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s