LES BAUX-DE-PROVENCE NO VALE DO INFERNO

Deixamos Avignon, cedo pela manhã e seguimos os caminhos da Provença que nos levaria no final do dia a Aix-en-Provence. O “barato” da Provença é seguir esses caminhos em direção às milhares de atrações que existem por aí. Pegamos o carro e partimos para um dos lugares mais pitorescos da região.

As colinas calcárias próximas a Les-Baux-de-Provence

Les-Baux-de-Provence é uma cidadela abandonada no alto de um grande planalto rochoso. A chegada por uma estrada sinuosa, que leva ao alto das colinas, já impressiona pela visão das rochas calcárias que cobrem essa estrutura.

A cidadela abandonada de Les-Baux-de-Provence, no alto da colina. A cidadela abandonada de Les-Baux-de-Provence, no alto da colina.

O castelo de Les Baux foi parcialmente esculpido na rocha calcária, aproveitando a facilidade de se escavar estas formações sedimentares.

Parte do Castelo de Les Baux foi esculpido na rocha. Parte do Castelo de Les Baux foi esculpido na rocha.

Na Idade Média, Les Baux abrigou poderosos senhores feudais. A glória da cidadela acabou no século XVII, quando, por ter se tornado uma fortaleza protestante, foi mandada destruir pelas forças de Luís XIII.

Lojinhas por todos os lados.

Lojinhas por todos os lados.

Lá do alto da fortaleza existe uma vista fenomenal do Vale do Inferno, coberto de plantações de oliveiras e videiras. O nome não faz justiça à beleza do lugar, deve-se ao fato de, a descrição feita por Dante Alighieri, sobre o “vale do inferno”, se assemelhar à paisagem de Les Baux.

O Vale do Inferno

O Vale do Inferno

A visita ao castelo é “enfeitada” com réplicas de catapultas e outros equipamentos medievais de guerra, além de um teatrinho sobre lutas medievais que encanta a garotada.

Uma catapulta na área do castelo.

Uma catapulta na área do castelo.

O que dificulta a visita é o vento intenso que sopra lá em cima da colina onde fica o Castelo, fazendo com que às vezes percamos o prumo. O Mistral é um vento local que atinge essa região sul da França. Desce das montanhas que rodeiam a Provença. É um vento forte e frio, com o qual os provençais se acostumaram a conviver.

Os campos de oliveiras e videiras.

Os campos de oliveiras e videiras.

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em França e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para LES BAUX-DE-PROVENCE NO VALE DO INFERNO

  1. benoit disse:

    Dormir na antiga vila de Les Baux de descobrir este lugar de outro modoA vila tem apenas algumas pessoas de hoje. No entanto, na parte superior é uma casa “viva”, le Prince Noir (http://www.leprincenoir.com/br/ ) escavado na rocha, restaurado com mais de 40 anos. Três quartos e pequeno-almoço em um ambiente incomum. Na bonita vila empoleirada se deixar levar por um pouco de romance em um cenário incomparável … Ute e Benoit, natural de Les Baux, receberá nesta casa os clientes únicos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s