A PLACE DES VOGES E A CATEDRAL DE NOTRE DAME

Um dos tesouros de Paris é o bairro de Marais, uma antiga área pantanosa. Marais significa pântano. O bairro alcançou o seu apogeu no século XVII quando concentrava grandes mansões. Hoje muitas delas foram restauradas dando origem a museus, boutiques chiques e lojas de antiguidades e galerias de arte.

Os casarões do bairro de Marais.

Os casarões do bairro de Marais.

A Place Des Voges fica no centro de Marais e é um dos lugares mais especiais de Paris. É uma praça simétrica e um pouco escondida, totalmente cercada de prédios construídos em 1605, por Henrique IV. É considerada uma das praças mais belas do mundo. Trinta e seis casas, sendo nove de cada lado, que hoje concentram um grande conjunto de lojas e galerias de arte.

A Place des Voges

A Place des Voges

Na maior casa da Place Des Voges morou o poeta e romancista francês Victor Hugo, autor de “Os Miseráveis”. Hoje, na casa em que ele viveu existe o Museu Victor Hugo com objetos e mobiliário do próprio escritor.

Detalhes da Place des Voges

Detalhes da Place des Voges

Saímos andando pelas ruas do bairro de Marais, entramos na Île de la Cité e chegamos até à magnífica Catedral de Notre Dame. Esse é o marco zero de Paris. As distâncias das principais estradas do país são contadas a partir daí. A catedral fica no local de um antigo templo romano. É uma das mais antigas catedrais góticas do mundo, foi construída ao longo de duzentos anos, a partir de 1163, quando foi lançada a pedra fundamental.

A Catedral de Notre Dame

A Catedral de Notre Dame

A fachada principal é uma obra prima do gótico francês. O Portal da Virgem na entrada principal da catedral, do século XIII, é um dos destaques da fachada. Imagens de santos e reis se misturam à da Virgem Maria. A catedral é dedicada à Virgem Maria.

O portal principal da fachada de Notre Dame

O portal principal da fachada de Notre Dame

Um dos destaques da catedral de Notre Dame é o conjunto de gárgulas e quimeras que aparecem por todos os lados. As gárgulas são figuras mitológicas assustadoras, que compõem a fachada e têm uma função estrutural, pois são as áreas de escoamento das águas pluviais coletadas pelo telhado da catedral. As quimeras se assemelham às gárgulas, mas não têm função de escoamento de água, são apenas decorativas.

As gárgulas e quimeras da Catedral de Notre Dame

As gárgulas e quimeras da Catedral de Notre Dame

Notre Dame ganhou ainda mais fama com o romance de Victor Hugo, O Corcunda de Notre Dame, contando a história da paixão do corcunda, Quasimodo, pela cigana Esmeralda. A história se passa no interior da catedral, durante a Idade Média. Quasimodo era o guardião do sino, conhecido como Emanuel. É possível visitar o sino, basta subir os 387 degraus que conduzem ao topo da torre sul da fachada da catedral e de onde pode-se ter uma das melhores vistas da cidade.

O interior da Catedral de Notre Dame

O interior da Catedral de Notre Dame

A Catedral de Notre Dame possui 130 metros de comprimento, 48 de largura e 35 de altura, podendo acomodar até 6 mil pessoas. No interior da catedral destacam-se as rosáceas de vitrais com 13 metros de diâmetro.

Os vitrais de Notre Dame

Os vitrais de Notre Dame

Dentre os destaques da catedral, existe um museu com maravilhosas peças sacras, tesouros e relíquias, cuja mais importante é a suposta coroa de espinhos de Jesus Cristo, exibida aos fiéis na primeira sexta-feira de cada mês, além de um pedaço da cruz. A coroa e o pedaço da cruz foram adquiridos por Luiz IX, que mais tarde foi canonizado e virou São Luiz, em uma das cruzadas que participou.

O relicário da coroa de espinhos de Jesus Cristo

O relicário da coroa de espinhos de Jesus Cristo

Notre Dame sempre esteve presente nos principais acontecimento políticos da França, dentre eles, a coroação de Napoleão Bonaparte em 1804 e a beatificação da Santa Joana D’Arc em 1909.

Peça do tesouro de Notre Dame

Peça do tesouro de Notre Dame

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em França e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para A PLACE DES VOGES E A CATEDRAL DE NOTRE DAME

  1. Anônimo disse:

    Obrigada por poder viajar “um pouquinho de cada lugar”.

  2. joaquimnery disse:

    Havia uma arquibancada montada na frente da Catedral para um evento realizado na semana, daí a foto ter um ângulo inusitado.

  3. Joaquim: ¿Desde donde fueron tomadas las fotografías de la portada de Notre Dame? El ángulo me parece poco conocido. Saludos. Jorge.

  4. Magníficas fotos, como siempre. En especial las del tesoro de Notre Dame que yo nunca había visto. Gracias y un saludo. Jorge Avendaño (México)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s