A TORRE INCLINADA DA CIDADE DE PISA

26 de junho de 2008

A próxima parada foi em Pisa, cidade que dominou o Mediterrâneo ocidental até o século XIII, quando perdeu a hegemonia comercial para Gênova, em função do assoreamento do estuário do Rio Arno e mais tarde se subordinou a Florença.

Chegando a Pisa.

Chegando a Pisa.

Pisa foi bastante destruída na Segunda Guerra Mundial, pelo bombardeio dos aliados, mas restou intacta a Praça do Duomo, conhecida como Campo dos Milagres, o maior tesouro de Pisa. A praça é formada por três edifícios maravilhosos. O Duomo, o Batistério e a Torre do Campanário.

O Campo dos Milagres com o Duomo de Pisa

O Campo dos Milagres com o Duomo de Pisa

O Duomo de Pisa é um dos mais belos edifícios em estilo românico da Itália. A sua construção foi iniciada por Buscheto, em 1064.

O belo Duomo ao lado da Torre.

O belo Duomo ao lado da Torre.

A maior atração da cidade é a belíssima Torre de Pisa, uma obra de arte erguida em mármore branco e famosa pelo inusitado de se apresentar, hoje, inclinada. A torre foi construída a partir de 1173, sobre um terrenos arenoso. Em função de uma fundação rasa, a Torre começou a inclinar ainda em construção. A pesar disso a construção prosseguiu e ela somente foi concluída em 1350.
A Torre de Pisa

A Torre de Pisa

Durante alguns anos a visitação à Torre foi proibida por causa da sua inclinação, que chegou em 1995 a 5,4 metros e a 5,5 graus. Hoje, após algumas intervenções que estabilizaram a sua inclinação em 3,99 graus, a visita à Torre foi novamente liberada. Foi aqui na Torre de Pisa, que Galileu Galilei realizou experiências para determinar a velocidade de queda dos objetos.

A Torre de Pisa

A Torre de Pisa

Os turistas adoram tirar fotos em frente à Torre de Pisa, fingindo que estão sustentando ou empurrando o monumento. Faz parte dos “micos” de viagens.

Sustentando a Torre.

Sustentando a Torre.

Nos arredores do Campo dos Milagres existem várias esculturas que compõem o cenário da praça, dentre elas a imagem da “Loba alimentando Rômulo e Remo”, que representa a famosa lenda de fundação da cidade de Roma.

A loba alimentando Rômulo e Remo.

A loba alimentando Rômulo e Remo.

Saímos de Pisa e seguimos rumo a Portofino. No caminho passamos ao lado das pedreiras de mármore de Carrara, a cidade que ficou mundialmente conhecida por produzir um mármore quase perfeito e admirado por escultores do mundo inteiro ao longo da história da humanidade. Ainda hoje as pedreiras são ativas.

As montanhas de Carrara.

As montanhas de Carrara.

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Itália e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s