GARDENS BY THE BAY, O JARDIM BOTÂNICO DE SINGAPURA

Seguimos a pé até o Gardens By the Bay, o Jardim Botânico de Singapura, um complexo de jardins feitos para complementação da atividade turística da cidade. Parte dos jardins é aberto ao público. Seguimos caminhando até as surpreendentes Supertree Grove, um bosque de árvores artificiais que funcionam experimentalmente com objetivos de sustentabilidade ambiental futurista.

As futuristas Supertree Grove

As futuristas Supertree Grove

Captam água da chuva para irrigar os jardins, absorvem a luz do sol e transformam em energia, utilizada pelo Jardim Botânico nas sua atividades básicas.

As Supertrees captam gás carbônico artificialmente.

As Supertrees captam gás carbônico artificialmente.

Dentro do Gardens By The Bay, existem duas enormes cúpulas de aço e vidro que funcionam como estufas. O acesso às cúpulas é pago, mas vale a visita. A Flower Dome é uma estufa com flores e plantas de vários lugares do mundo. Destaque para os cactos e para os baobás.

As cúpulas de aço e vidro do Gardens by The Bay

As cúpulas de aço e vidro do Gardens by The Bay

Os baobás do Flower Dome.

Os baobás do Flower Dome.

O Cloud Forest representa uma floresta tropical. Na realidade é um grande paredão de jardins verticais com plantas e flores tropicais decoradas com  bromélias maravilhosas.

O jardim vertical do Cloud Forrest.

O jardim vertical do Cloud Forrest.

DSC_0136

Finalizamos a visita ao Gardens By the Bay e fomos ao centro da cidade. A ideia era tentar ficar de pé até à noite para acostumar com a diferença de fusos. Seguimos para a Orchard Road, no centro da cidade. A impressão que tivemos do lugar não foi tão boa. Um comércio confuso e shoppings mais antigos, mas é aqui que o cidadão de Singapura frequenta. Acho que erramos o lugar da Orchard Road, pois algumas pessoas do grupo que foram também, para essa mesma avenida, porém para lugares diferentes do que fomos, estavam elogiando bastante.

A modernidade da Ópera de Singapura.

A modernidade da Ópera de Singapura.

À noite fomos para o Restaurante Kudéta, um tailandês localizado no 57o  andar do Marina Bay Sands de onde se tem uma vista maravilhosa de Singapura. É necessário reserva para o restaurante.

A vista noturna de Singapura.

A vista noturna de Singapura.

Para visitar o topo do Marina Bay Sands, paga-se uma taxa de 20 dólares de Singapura, mas quem vai ao Kudéta, não precisa pagar. A vista do lugar à noite é imperdível e vale à pena jantar no Kudéta, apesar do restaurante não ser nada de tão especial. Talvez estivéssemos cansados excessivamente e isso tenha prejudicado a avaliação do Kudéta.

O Kudéta fica na ponta do Marina Bay Sands.

O Kudéta fica na ponta do Marina Bay Sands.

Aproveitamos o fato de que já estávamos lá em cima e fomos até a área da piscina do Marina Bay Sands. Quem janta no Kudéta pode pedir para conhecer o lugar. A piscina é uma exclusividade dos hóspedes do hotel, mas ao lado existe um complexos de bar e discoteca que fica bombada à noite.

A fantástica piscina do Marina Bay Sands no alto.

A fantástica piscina do Marina Bay Sands no alto.

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Singapura e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para GARDENS BY THE BAY, O JARDIM BOTÂNICO DE SINGAPURA

  1. flaviabraga disse:

    Adorei o Jardim Botânico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s