O IMPONENTE MONTE FUJI

Deixamos Tóquio e seguimos de ônibus até a cidade de Hakone, onde começamos a programação do dia. No caminho para Hakone, pegamos um engarrafamento monstruoso na estrada, em função de um acidente que atrasou o programa em 2,5 horas.

Acidente na estrada.

Acidente na estrada.

Hakone é um balneário turístico de montanha na beira do Lago Ashi numa cratera vulcânica, um dos lagos próximos ao Parque Nacional do Monte Fuji. Era feriadão (feriado do dia nacional dos esportes) e por isso a estrada estava bastante movimentada e a cidade de Hakone, cheia de visitantes de Tóquio, que foram passar o final de semana prolongado por lá.

O Lago Ashi em Hakone

O Lago Ashi em Hakone

De Hakone temos uma bela visão do Monte Fuji, a montanha mais alta e mais famosa do Japão. O Monte Fuji ou Fujiyama, é um vulcão que está inativo, mas que tem um grande potencial explosivo. A sua última grande erupção aconteceu há mais de trezentos anos atrás, quando as cinzas do Fujiyama atingiram a cidade de Tóquio. A montanha possui 3.775 metros de altura.

O Monte Fuji, um dos maiores símbolos do Japão.

O Monte Fuji, um dos maiores símbolos do Japão.

A maior parte do ano o Monte Fuji fica escondido por trás de uma densa neblina. Demos sorte, pois pudemos ver o monte, apesar de coberto por uma névoa branda. Nos dias muito claros, ele pode ser visto, inclusive de Tóquio.

A impressionante imagem do Monte Fuji.

A impressionante imagem do Monte Fuji.

Após o almoço, subimos de teleférico, o Monte Komagatake de onde se tem uma bela vista do Lago Ashi e do Monte Fuji. Esse é um dos cartões postais mais famosos do Japão. Possui um cone perfeito e é considerado um dos vulcões mais bonitos do mundo.

Subimos o Monte Komagatake

Subimos o Monte Komagatake

Hakone é um balneário turístico com uma série de atrações importantes, dentre elas passeio em barcos temáticos nas água do lago. Não fizemos o passeio pelo Lago Ashi, que estava previsto na programação por causa dos atrasos que ocorreram em função do engarrafamento na estrada.

Passeio de barco no Lago Ashi.

Passeio de barco no Lago Ashi.

Continuamos a viagem até a cidade de Odawara onde pegamos um Trem Bala para Quioto.  O Trem Bala (Shinkansen), foi desenvolvido no Japão em 1964, antes das Olimpíadas de Tóquio. Circula a uma velocidade de mais de 300 km/h, faz a viagem de Tóquio para Quioto em 2:20h. Ja foram feitos testes com locomotivas a 500 km/h.

O Trem Bala.

O Trem Bala.

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Japão e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para O IMPONENTE MONTE FUJI

  1. Laudo disse:

    gostamos da síntese. Deu uma boa ideia.

  2. Ao tempo que se contempla a beleza serena do Lago Ashi com as suas típicas embarcações e o fantástico Monte Fuji se vive a experiência sensacional de fazer o percurso Odawara /Quioto no trem bala. Imaginar que há quase 50 anos já existe no Japão o trem bala em contraste com a nossa realidade ,que luta com todas as forças para concluir um metro em Salvador!
    Adorei esta revivendo minha viagem através de “Um Pouquinho de Cada Lugar” na minha opinião não e um pouquinho, mas sim um ” Poucao” kkk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s