LE PROCOPE E CAFÉ DEAUX MAGOTS – DOIS SÍMBOLOS DE PARIS

27 de dezembro de 1991

Começamos o segundo dia em Paris com um passeio panorâmico pela cidade. A primeira parada foi no Bois de Boulogne (Bosque de Bolonha), o segundo maior parque público e um dos “pulmões” de Paris, ocupando uma área de 8,5 quilômetros quadrados, cerca de duas vezes maior que o Central Park de Nova York.

O Bois de Boulogne

O Bois de Boulogne

Na sequência paramos ao lado do Palais de Chaillot, no parque do Trocadero, de onde se tem uma das melhores vistas da Torre Eiffel e do Champs de Mars.

A Torre Eiffel vista do Trocadero.

A Torre Eiffel vista do Trocadero.

Seguimos até a Rive Gauche onde fomos almoçar no Restaurante Le Procope, numa transversal do Boulevard Saint Germain, a Rue L’Ancienne Comedie, um dos mais antigos de Paris. O Le Procope foi fundado em 1686 e tem uma importância histórica grande, pois foi um dos lugares onde se reuniram alguns líderes da Revolução Francesa, como Robespierre, Voltaire, Marat, Danton, dentre outros.

No Le Procope está preservada e em exposição, a biblioteca de Voltaire e a última carta de Roberpierre, sobre a qual ele foi morto e ainda se encontra manchada de sangue, além de outros documentos importantes da Revolução, mas não é apenas a história o que faz a fama do Le Procope, por lá também se serve uma excelente comida francesa.

A carta de Robespierre no Le Procope.

A carta de Robespierre no Le Procope.

Seguimos a pé até o Café Deux Magots, na Saint Germain-des-prés, onde paramos para fazer como os franceses. Café, chocolate e conhaque completaram o jantar, no Deaux Magaux, um dos mais famosos cafés de Paris. O Deaux Magots é famoso por ter sido o café preferido de Jean Paul Sartre e Simone de Beauvoir, além de Ernest Hemingway, Pablo Picasso, Albert Camus, Bertold Brecht e outros famosos que viveram em Paris.

Café Deaux Magots

Café Deaux Magots

Continuamos o passeio de carro com os nossos anfitriões, Sebastião Nery e Cristina, passando por lugares encantadores e que à noite ficam ainda mais charmosos em Paris, como a Catedral de Notre Dame, o Quartier Latin, os prédios da Universidade Sorbonne, o Centro George Pompidou, L’Opera, Torre de Saint Jacques e a Praça Vendome. Os primeiros contatos com Paris ficam guardados na memória para sempre.

Arco do Triunfo - O charme noturno de Paris.

Arco do Triunfo – O charme noturno de Paris.

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em França e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s