O SACACOMIE LODGE NO MEIO DA FLORESTA BOREAL CANADENSE

16 de maio de 2014

Pegamos um carro alugado na Avis de Quebec e saímos da cidade para nosso próximo destino no Canadá. Tivemos problemas com o GPS, o jeito foi abrir um mapa e seguir adiante. Seguimos pela autoestrada 40 em direção a Montreal. No caminho optamos por uma estrada secundária, a 138, conhecida como Chemin du Roy, “O Caminho do Rei”, que bordeja o Rio São Lourenço e onde existe uma paisagem mais interessante, com um monte de cidadezinhas charmosas.

Muitas cidades charmosas no "Chamin du Roy"

Muitas cidades charmosas no “Chamin du Roy”

Na altura de Louiseville, saímos para o norte em direção à cidade de Saint-Alexis-des-Monts, onde ficamos hospedados no Sacacomie Lodge, numa região de florestas. O tempo estava chuvoso e a primeira impressão é de que estávamos no meio do nada.

Frio e chuva no Sacacomie Lodge

Frio e chuva no Sacacomie Lodge

O Sacacomie Lodge é um grande SPA localizado entre a Cidade de Quebec e Montreal no coração da floresta boreal canadense, de frente para o Lago Sacacomie.

O Lago Sacacomie emoldura o lodge.

O Lago Sacacomie emoldura o lodge.

Toda a construção do hotel é feita com pilares gigantescos de madeira retirada na região. O visual combina muito com a paisagem ao redor.

Toda a estrutura do hotel é feita por grandes troncos de madeira.

Toda a estrutura do hotel é feita por grandes troncos de madeira.

O Sacacomie é famoso pela grande variedade de opções de lazer que se adaptam a cada estação do ano. No inverno existem caminhadas com esqui e com raquete, passeios em trenós ou em snowmobile. No verão pesca nos lagos, caminhadas e cavalgadas compõem algumas das opções.

Caminhadas e pescarias são programas de verão no Sacacomie.

Caminhadas e pescarias são programas de verão no Sacacomie.

O dia seguinte amanheceu com muito frio e uma chuva fina que não favorecia as atividades externas do Sacacomie, mesmo assim, pela manhã decidimos fazer uma caminhada numa das trilhas que existem nos entornos do hotel.

As trilhas estavam encharcadas.

As trilhas estavam encharcadas.

Durante a caminhada paramos em vários momentos para fotos especiais. Destaque para os inúmeros lagos da região.

A região possui inúmeros lagos.

A região possui inúmeros lagos.

Passamos por uma área de extração da seiva do bordo para a fabricação do famoso xarope canadense. O bordo é a árvore nacional e símbolo do Canadá, conhecida como “Maple Tree” ou plátano canadense, essas árvores são muito comuns na região. A folha da Maple Tree é o símbolo nacional e está presente na bandeira do país.

A folha do bordo é o símbolo maior do Canadá.

A folha do bordo é o símbolo maior do Canadá.

A extração da seiva originalmente era feita com cortes na casca da árvore, como na seringueira da Amazônia. Hoje existem processos mecanizados, onde várias inserções são feitas em árvores próximas e a coleta segue através de mangueiras até o armazenamento final.

As mangueiras utilizadas na extração da seiva do bordo.

As mangueiras utilizadas na extração da seiva do bordo.

A extração da seiva de bordo é feita no final do inverno e no início da primavera. Da seiva se produz o xarope que é utilizado na indústria de produtos alimentícios e na fabricação de doces. As casas especializadas na produção do xarope do bordo são chamadas de Cabanas de Açúcar.

Produtos derivados do xarope do bordo.

Produtos derivados do xarope do bordo.

À tarde saímos para um passeio onde deveríamos ver castores e ursos. O nosso guia era um francês que vive no Canadá há muitos anos. A primeira parada foi num dique de castores para tentarmos contato com os animais. Seguimos caminhando até uma cabana que funcionava como ponto de observação.

Encontramos as árvores "serradas" pelos castores.

Encontramos as árvores “serradas” pelos castores.

O passeio foi um fracasso. Ficamos ali por quase uma hora, no meio da floresta, com um frio intenso e muita umidade. Chegamos a ver um castor nadando a uma distância muito grande. O guia (Gaston) era uma “figura”. Simulava uma forma de comunicação com os castores, chamava-os pelo nome, mas não obteve sucesso. A solução foi desistir e seguir adiante.

O guia Gaston contando as estórias sobre castores.

O guia Gaston contando as estórias sobre castores.

Pelo menos vimos as barragens e as casas dos castores e aprendemos um pouco sobre a rotina desses animais. Os castores cortam árvores para represar rios e riachos e com isso construir diques onde ficam as suas casas. As casas dos castores são como ilhas nas quais eles se sentem protegidos dos predadores.

A casa de castor no meio do dique.

A casa de castor no meio do dique.

Os castores acumulam as árvores cortadas, represam rios e formam os diques.

Os castores acumulam as árvores cortadas, represam rios e formam os diques.

O castor apareceu bem distante de onde estávamos.

O castor apareceu bem distante de onde estávamos.

Seguimos adiante para tentar encontrar a maior atração do passeio, o grande Urso Negro, comum nessa área do parque. Mais uma vez seguimos até uma cabana de observação onde ficamos aguardando os ursos aparecerem. Numa estrada em frente à cabana eles colocam um prato com mel que serve de atração para os ursos. Definitivamente não era o nosso dia de sorte. Ficamos cerca de uma hora esperando os ursos que não apareceram. O jeito foi voltar para o hotel com uma grande frustação. Ficou na memória o guia caricato e um passeio que não deu certo.

Os ursos não apareceram para provar a "isca".

Os ursos não apareceram para provar a “isca”.

Jantamos no hotel. No dia seguinte seguimos para Montreal.

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Canadá e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s