NOTO – A JOIA DO BARROCO SICILIANO

02/10/2014

Pela manhã, circulamos pelas ruas de Modica Alta, até o mirante de onde se tem uma vista espetacular de toda a cidade e do vale onde está localizada. Modica seguia o curso normal de uma segunda-feira e foi muito bom poder interagir um pouco com os cidadãos sicilianos.

A vista do mirante de Modica

A vista do mirante de Modica

Pegamos os carros e deixamos Modica para trás. Seguimos para Noto, o terceiro vértice do triângulo do barroco siciliano e uma das joias desse estilo. A viagem de Modica para Noto é de apenas 40 quilômetros. A cidade se parece muito com as outras duas (Ragusa e Modica), que compõem o “Triângulo” do barroco siciliano.

Detalhe de um balcão barroco em Noto.

Detalhe de um balcão barroco em Noto.

Em Noto fomos direto para o centro histórico, no Corso Vittorio Emanuele, onde ficam as principais manifestações arquitetônicas da cidade, que foi reconstruída no início do século XVIII para substituir a Noto Antica, fundada pelos gregos no século IX a.C. e que foi totalmente destruída pelo terremoto de 1693. Hoje é um Patrimônio Mundial da UNESCO.

Fachadas barrocas no Corso Vittorio Emanuele

Fachadas barrocas no Corso Vittorio Emanuele

A maior parte das construções da cidade foi erguida com um calcário local, de cor branca, que adquire uma tonalidade marrom quando é exposta à luz do sol. O Corso Vittorio Emanuele é repleto de lojas de artesanato, galerias de arte, bares e restaurantes.

Galeria de arte em Noto.

Galeria de arte em Noto.

A Catedral de Noto foi construída em 1770, é projeto de Rosário Gagliardi. Possui uma bela fachada barroca, com duas torres laterais e uma grande escadaria em frente. Gagliardi foi o principal arquiteto da reconstrução das três cidades.

Catedral de Noto

Catedral de Noto

Ao lado da Catedral aparece a Igreja de São Francisco com uma grande escadaria e o Convento de São Salvador.

Igreja de São Francisco e Convento de São Salvador

Igreja de São Francisco e Convento de São Salvador

Um dos destaques arquitetônicos da cidade é o Palazzo Villadorata de 1730, localizado na Via Nicolaci, uma transversal do Corso Vittorio Emanuele. O palácio é um belo exemplo de construção nobre da Sicília da época. Possui balcões barrocos incríveis e no seu interior, funciona hoje um museu, com mobiliário de época.

O Palazzo Villadorata

O Palazzo Villadorata

Saímos de Noto e seguimos viagem para Siracusa. Decidimos passar antes na costa, onde fica a vila de Lido di Noto. Lido significa praia. Tínhamos notícia de que seria uma bela praia usada para veraneio de sicilianos. A visita foi uma decepção. Para nós que estamos acostumados a praias tropicais maravilhosas, Lido di Noto é uma praia sem charme nenhum.

Praia de Lido de Noto.

Praia de Lido de Noto.

Fizemos a volta e seguimos para Siracusa.

Rumo a Siracusa.

Rumo a Siracusa.

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Itália e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para NOTO – A JOIA DO BARROCO SICILIANO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s