CHEGANDO A RUANDA, NO CORAÇÃO DA ÁFRICA

03 de agosto de 2015

Saímos do Southern Sun Mayfair, às 7:30h da manhã para o aeroporto de Nairobi, o Jomo Kenyatta, onde pegamos um voo de uma hora e meia de duração, da Rwandair, com destino a Kigali, a capital de Ruanda.

O moderno jato da Rwandair.

O moderno jato da Rwandair.

Ruanda é um dos menores países da África, fica na região centro-oriental do continente, ao lado do Burundi e de Uganda faz ainda fronteira com o Congo e com a Tanzânia.

Ruanda, no centro da África

Ruanda, no centro da África

O país é pequeno, mas bastante povoado, possui cerca de 12 milhões de habitantes. Fica numa região montanhosa no centro do continente. A base da economia é uma intensa agricultura familiar de subsistência.

Montanhas e agricultura familiar de subsistência, por todo o país.

Montanhas e agricultura familiar de subsistência, por todo o país.

Ruanda foi palco de uma das maiores tragédias humanas da segunda metade do século XX. O Genocídio de Ruanda, documentado no filme Hotel Ruanda de Terry George de 2005.

Milhares de refugiados fugindo de Ruanda durante o genocídio.

Milhares de refugiados fugindo de Ruanda durante o genocídio.

Quando eu ainda dava aulas, a história do genocídio de Ruanda sempre me tocava. Foi uma forte emoção ficar hospedado no Hotel des Milles Colines, o mesmo onde aconteceram os fatos que serviram para o roteiro do filme Hotel Ruanda.

O Hotel des Miles Colines, palco da história do filme Hotel Ruanda

O Hotel des Miles Colines, palco da história do filme Hotel Ruanda

O filme Hotel Ruanda conta uma história ambientada na revolta hutu e no genocídio do país. No filme Paul Rusesabagina, gerente do Hotel des Mille Coline, era hutu, mas conseguiu proteger centenas de tutsis dentro do hotel e salvá-los do genocídio. Para isso Paul corrompia os líderes da revolta hutu, com bebidas e dinheiro. O filme retrata fortes emoções e uma realidade cruel.

O filme Hotel Ruanda

O filme Hotel Ruanda

Saímos do hotel no início da tarde e fomos dar um giro pela cidade. Kigali possui mais de um milhão de habitantes. É uma cidade pobre, mas limpa e menos caótica que Nairobi. A cidade fica num vale. Circulamos de carro, pelo colorido bairro muçulmano de Nyamirambo. As mulheres muçulmanas de Kigali se vestem com roupas bastante coloridas e isso gera boas oportunidades para as fotos.

Mulheres de Ruanda

Mulheres de Ruanda

Existem algumas pequenas mesquitas no bairro muçulmano de Nyamirambo. Hoje, a religião muçulmana cresceu muito em todo o norte e na porção central da África. Em Ruanda cerca de 10 % da população pratica o islamismo.

A Mesquita de Kigali.

A Mesquita de Kigali.

Continuamos o passeio e fomos até o local onde estava acontecendo a Expo Grand Ruanda, uma feira de produtos variados, com características bem populares, onde existem expositores de vários lugares do mundo, que vendem ali serviços e produtos diversos.

A entrada da Expo Ruanda.

A entrada da Expo Ruanda.

A feira era muito pobre e precária, mas estava lotada e dava para perceber o quanto ela era importante para aquela gente de Kigali. Depois da feira retornamos ao Hotel des Milles Colines, onde jantamos.

Entretenimento na Expo Ruanda.

Entretenimento na Expo Ruanda.

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Ruanda e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s