O PARQUE NACIONAL LAKE MANYARA

11 de agosto de 2015

Estávamos em Arusha, na Tanzânia, onde pernoitamos. Uma cidade grande, que sempre teve o papel de entreposto para os safaris que seguem para o oeste da Tanzânia (Lake Manyara, Ngorongoro e Serengeti). Arusha parece um grande acampamento preparatório para viagens de aventura.

Os vilarejos nos arredores de Arusha.

Os vilarejos nos arredores de Arusha.

O nosso foco principal nessa passagem pela Tanzânia era a Cratera do Ngorongoro, mas começamos pelo safari em Lake Manyara. O Lago Manyara é raso, salgado e de origem geológica. Fica numa depressão ao lado do Great Rift Valley, uma fenda geológica imensa que atravessa o continente africano. Possui aproximadamente 50 km de comprimento e 16 km de largura.

O Lago Manyara.

O Lago Manyara.

A abundância da vida ao redor do lago é impressionante e isso faz de Lake Manyara, uma excelente área para a realização de safaris. No passado safari de caça, hoje, safari fotográfico.

O Lago Manyara é uma excelente área para safaris fotográficos.

O Lago Manyara é uma excelente área para safaris fotográficos.

Desde 1960, foi criado ao redor do lago, o Parque Nacional Lake Manyara, que mais tarde foi transformado em Reserva da Biosfera. A entrada do Parque fica a 120 quilômetros de Arusha, aproximadamente duas horas de viagem, em uma boa estrada, que corta pequenas cidades, povoados e aldeias dos povos da Tanzânia.

Povoado ao redor do Parque Nacional Lake Manyara.

Povoado ao redor do Parque Nacional Lake Manyara.

A paisagem árida do caminho entre Arusha e Lake Manyara se transforma numa área com vegetação densa e abundante, com características de florestas tropicais. A vegetação exuberante é consequência das águas subterrâneas disponíveis na área do Parque Nacional.

O lago é formado pela acumulação da água do subsolo.

O lago é formado pela acumulação da água do subsolo.

Não tínhamos uma expectativa grande em relação ao safari em Lake Manyara. A surpresa foi maravilhosa, pois o lugar é incrível. Logo na chegada, nos deparamos com um bando de babuínos-verdes. Eram muitos animais. Famílias inteiras.

Grandes grupos de babuínos por toda a área do parque.

Grandes grupos de babuínos por toda a área do parque.

O babuíno pode chegar a 1,2 metros de comprimento, passa a maior parte do tempo no chão. São grandes e corajosos lutadores. Enfrentam bravamente outros animais, inclusive os seus próprios predadores e podem atacar humanos.

O babuíno-verde.

O babuíno-verde.

O babuíno-verde é um animal agressivo, quando ataca em grupo, podem matar grandes predadores, até mesmo um leopardo.

O babuíno-verde.

O babuíno-verde.

Deixamos os babuínos para trás e seguimos pelos caminhos do Parque Nacional Lake Manyara. Encontramos em seguida um grupo grande de elefantes. Entre eles, um filhote muito pequeno, com algumas semanas de nascido. Essa situação pode ser perigosa, pois a mãe e o restante do grupo, protegem o filhote e podem se tornar agressivos, caso sintam-se ameaçados.

O pequeno filhote de elefantes, protegido pelas fêmeas.

O pequeno filhote de elefantes, protegido pelas fêmeas.

O nosso carro, sem querer, dividiu o grupo e nos sentimos ameaçados. O guia recuou lentamente e tudo não passou de um susto.

A proximidade com os elefantes deixou o clima do safari um pouco tenso.

A proximidade com os elefantes deixou o clima do safari um pouco tenso.

Como a vegetação é densa, a presença de macacos é comum. Vimos alguns macacos-da-cara-preta e macaco-do-peito-azul.

O macaco-do-peito-azul.

O macaco-do-peito-azul.

O macaco-da-cara-preta.

O macaco-da-cara-preta.

Os pássaros e aves são também abundantes em Lake Manyara. O martim-pescador é um dos mais comuns.

O martim-pescador.

O martim-pescador.

Um dos melhores momentos do safari foi quando encontramos uma bela águia-pescadora-africana. Uma ave de rapina que habita quase todos os lagos e reservatórios da África. É a ave nacional do Zimbabwe e de Zâmbia. As fêmeas, que são maiores que os machos, podem chegar a quase 4 kg, 75 centímetros de altura e 2,4 metros de envergadura.

A bela águia-pescadora-africana.

A bela águia-pescadora-africana.

A águia estava em cima de uma pedra, devorando um peixe que tinha acabado de pescar. Ficamos alguns minutos observando, quando ela levantou um belo voo e se afastou para fazer uma refeição em paz.

Com a nossa aproximação a águia-pescadora-africana levantou voo.

Com a nossa aproximação a águia-pescadora-africana levantou voo.

Seguimos até a beira do Lago Manyara e ficamos observando os pelicanos, que vivem ali. São muitos e dão um colorido especial à paisagem. O vento sopra forte na área do Lago Manyara. Como o lago é salgado, uma grande nuvem de sal se espalha por toda a área do parque, arrastada pelo vento.

Os pelicanos na beira do Lago Manyara.

Os pelicanos na beira do Lago Manyara.

Na área dos pelicanos, ficamos um tempo observando um grupo de hipopótamos que estavam um pouco distantes. Os hipopótamos simulavam uma disputa entres eles e possibilitaram boas fotos, mesmo à distância.

Os hipopótamos.

Os hipopótamos.

Deixamos o Parque Nacional de Lake Manyara e fomos almoçar no excelente Serena Lodge do Lake Manyara. O hotel é lindo, muito bem decorado, fica pendurado nas encostas do Great Rift Valley e voltado para o lago.

Detalhes dos jardins do Serena Lodge de Lake Manyara

Detalhes dos jardins do Serena Lodge de Lake Manyara

À tarde seguimos viagem para a Cratera do Ngorongoro, que era o destino final daquele dia.

A Cratera do Ngorongoro.

A Cratera do Ngorongoro.

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Tanzânia e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s