UM POUQUINHO DE CADA LUGAR – O LIVRO– Pgs de 138 a 163

O BUDA DE OURO DE BANGKOK

O Wat Sukhothai Traimit é um bairro de forte influência chinesa em Bangkok. É lá onde fica o magnífico Buda de Ouro. A sua história é maravilhosa. No século XIII os birmaneses invadiram o Reino de Sião. Os monges que cuidavam do Buda de Ouro cobriram a sua estrutura de barro para proteger o tesouro. Assim ele ficou, por aproximadamente 600 anos.

Na década de 50, quando houve uma reforma no templo, ao ser deslocado, o Buda caiu, quebrou a cabeça de barro e o brilho do ouro apareceu. Descobriu-se que por dentro do Buda de barro havia outro Buda, com cerca de 5 toneladas de ouro maciço. O maior Buda em ouro maciço do mundo.

Leia mais em: https://umpouquinhodecadalugar.com/2011/05/05/os-templos-de-bangkok-e-o-buda-reclinado/

O Buda de Ouro de Bangkok

O Buda de Ouro de Bangkok

O INCRÍVEL MERCADO FLUTUANTE DA TAILÂNDIA

Um dos locais mais visitados da Tailândia é o Mercado Flutuante de Damnoen Saduak, que fica a aproximadamente 100 km a sul de Bangkok. Para chegar ao mercado, passamos por um labirinto de canais, cercados por palafitas, numa cena única e típica.

Existem dezenas de pequenos barcos de madeira, a maioria movidos a remo por mulheres que vão até Damnoen Saduak para vender de tudo: frutas, comida, peixes, plantas, roupas, etc.

O Mercado Flutuante é vibrante e colorido, um paraíso para a fotografia.

Leia mais em: https://umpouquinhodecadalugar.com/2011/05/08/o-incrivel-mercado-flutuante-da-tailandia/

O Mercado Flutuante de Damnoen Saduak

O Mercado Flutuante de Damnoen Saduak

OS MONGES BUDISTAS EM LUANG PRABANG

Nas ruas de Luang Prabang é comum encontrar dezenas de monges e noviços budistas. Os noviços são normalmente recrutados em famílias pobres e vão para os mosteiros onde têm a possibilidade de estudar e são amparados socialmente. Quando atingem 20 anos, precisam optar por continuar ou não a dedicação ao budismo. Caso continuem, tornam-se monges e passam a ter muitas outras obrigações. Caso decidam desistir da vida de dedicação religiosa, não significa que viraram as costas para o budismo. Continuam praticando a sua religião, mas como cidadãos comuns. Podem casar, ter filhos e seguir a vida normalmente.

Em Luang Prabang, cada monge possibilita uma bela foto.

Leia mais: https://umpouquinhodecadalugar.com/2011/06/20/subindo-o-rio-mekong/

Monges budistas em Luang Prabang

Monges budistas em Luang Prabang

LUANG PRABANG

Luang Prabang é a mais importante cidade do Laos do ponto de vista turístico. Fica nas margens do Rio Mekong, na parte norte do país.

Os franceses ocuparam a cidade desde o século XIX e ela se tornou um centro avançado de interesses da França no comércio da borracha na Indochina.

A arquitetura é um marco dessa época. Prédios franceses misturados a templos budistas, e tudo isso ornamentado pelas centenas de monges que circulam pelas ruas.

As principais ruas são destinadas a feiras de artesanatos e lembranças para turistas.

Leia mais em: https://umpouquinhodecadalugar.com/2011/06/19/luang-prabang-chega-como-um-sonho/

Sombrinhas em Luang Prabang.

Sombrinhas em Luang Prabang.

OS TEMPLOS ERÓTICOS DE KAJURAHO

Um dos lugares imperdíveis da Índia é o magnífico conjunto de templos de Khajuraho, um patrimônio da humanidade construído entre os séculos IX e X. São 25 templos. Ficaram escondidos durante muito tempo por uma densa floresta. Somente foram descobertos em 1838. O templo mais notável é o Kandariya Mahadev. Possui mais de 800 obras com detalhes de Deusas, Deuses, animais, guerreiros, mulheres sensuais, músicos e as cenas eróticas que deram fama aos templos. Khajuraho é um local encantador e muito bem preservado.

Leia mais em: https://umpouquinhodecadalugar.com/2010/10/07/khajuraho-os-templos-que-inspiraram-kama-sutra/

Detalhe de um dos templos eróticos de Kajuraho.

Detalhe de um dos templos eróticos de Kajuraho.

O PALÁCIO DOS VENTOS EM JAIPUR

O Palácio dos Ventos é uma belíssima construção no centro da cidade murada de Jaipur. Fica no centro da “Cidade cor de Rosa”. Possui 953 janelas, formando um mosaico especial. As janelas foram construídas para que as mulheres do harém do marajá pudessem ver a rua sem serem vistas. Ao mesmo tempo, servem para arejar o interior do palácio.

Em frente ao Palácio dos Ventos encontramos um encantador de serpentes. Os encantadores de serpentes tocam flauta para as cobras najas que seguem o instrumento pela vibração do som e pelos movimentos do artista de rua.

Leia mais em: https://umpouquinhodecadalugar.com/2010/09/27/forte-amber-a-forca-muculmana/

O Palácio dos Ventos em Jaipur.

O Palácio dos Ventos em Jaipur.

JAIPUR, A CAPITAL DO RAJASTÃO

Jaipur é a capital do Rajastão na Índia. A cidade e toda a região do Rajastão possuem inúmeros palácios e castelos que ficaram como herança da ocupação muçulmana.

A foto em destaque nesta página mostra o Jal Mahal (Palácio de Água), situado no meio do lago Man Sagar, que parece flutuar.

O Jal Mahal - Palácio de Água de Jaipur

O Jal Mahal – Palácio de Água de Jaipur

VARANASI, A CIDADE DOS DEUSES

Varanasi está situada na margem oeste do Rio Ganges e é a cidade hindu mais sagrada da Índia, com tradições religiosas que remontam há mais de três mil anos. É a cidade de Shiva, mas a impressão que temos é que é de Todos os  Deuses. Não conheço outro lugar no mundo de tão intensa religiosidade. As Ghat são as escadarias do Ganges, ladeadas por templos e santuários, onde acontecem as manifestações religiosas e as cerimônias de cremação. Varanasi não é uma cidade de templos e sim de espíritos.

Leia mais em: https://umpouquinhodecadalugar.com/2010/10/13/varanasi-a-cidade-dos-deuses/

As Gates de Varanasi, na Índia.

As Gates de Varanasi, na Índia.

GANGES, O RIO SAGRADO DOS HINDUS

A presença de Shiva e da Deusa Ganges faz de Varanasi uma cidade de grande religiosidade. Ela não é famosa pelos templos e sim pela grande manifestação espiritual que possui. Impossível não se deixar levar pela energia que emana daquele lugar. As pessoas, turistas ou não, ficam absolutamente envolvidas pelos sons, cânticos e luzes das cerimônias. Às 5h da manhã, pegamos um barco e fomos para o Ganges assistir às pessoas que se banhavam no rio. Elas pagam promessa e banham o corpo na água do rio sagrado, para obter graças nas suas vidas.

Leia mais em: https://umpouquinhodecadalugar.com/2010/10/13/varanasi-a-cidade-dos-deuses/

Banho sagrado no Rio Ganges.

Banho sagrado no Rio Ganges.

CREMAÇÕES EM KATMANDU

Katmandu é a capital do Nepal. Fica num vale fértil, entre as montanhas do Himalaia. Pashupatinath é um templo hinduísta dedicado ao Deus Shiva nos arredores de Katmandu. Um centro de peregrinação indiana no Nepal. Aliás, a maior parte da população do Nepal é praticante do hinduísmo e não do budismo. Ao redor do templo, existe um rio onde são feitas as cremações dos mortos hinduístas. Assistimos às cremações. O cheiro forte de carne queimada fica impregnado no ar.

Leia mais em: https://umpouquinhodecadalugar.com/2010/10/19/katmandu-um-sonho-hippie-dos-anos-60/

Cremações em Katmandu

Cremações em Katmandu

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Índia, Laos, Nepal, Tailândia e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s