CHEGANDO A WASHINGTON DC E TENTANDO ENTENDER A CIDADE

22 de março de 2016

Em março de 2016 fizemos uma viagem para os Estados Unidos, num roteiro desenvolvido pela Agência Via Alegria. A proposta inicial era passar uma semana em Nova York, mas decidimos ampliar a viagem em mais três dias para incluir Washington no roteiro, que já era um desejo antigo.

Nova York será o destino principal dessa viagem.

Nova York será o destino principal dessa viagem.

Pegamos um voo da American Airlines de Salvador para Miami, com uma conexão para Washington. A American Airlines disponibiliza para o Brasil e sobretudo para o Nordeste, algumas aeronaves antigas e desconfortáveis, mas o voo estava vazio, o que possibilitou uma viagem um pouco melhor. Durante a viagem, tivemos a notícia de que a American Airlines iria suspender os voos diretos que realizava, entre Salvador, Recife e Miami, em função da crise econômica em nosso país. Uma péssima notícia para quem já tinha tão poucas opções. Chegamos em Washington no Aeroporto Ronald Reagan, o aeroporto que atende aos voos domésticos da cidade.

O símbolo maior de Washington.

O símbolo maior de Washington.

A cidade de Washington é a capital dos Estados Unidos, fica próxima à costa leste do país, no Distrito de Columbia, que foi criado especificamente para sediar o governo americano, entre os estados de Maryland e de Virgínia. Possui hoje uma população de pouco mais de 600 mil habitantes. O Distrito de Columbia é formado pela cidade de Washington e áreas ao redor. É como o Distrito Federal, no Brasil. Esse é o motivo de as referencias da cidade serem sempre Washington DC (Distrito de Columbia).

A cidade de Washington possui avenidas largas e bem planejadas.

A cidade de Washington possui avenidas largas e bem planejadas.

Washington é um destino turístico importante, atraindo milhões de visitantes por ano, sobretudo americanos, das mais diversas regiões do país. Para nós, brasileiros, não é uma das cidades mais visitadas do país. Temos outras prioridades que vêm antes de Washington, como: Nova York, Miami, Orlando, Las Vegas e São Francisco.

A Casa Branca sempre atrai multidões.

A Casa Branca sempre atrai multidões.

A história da ocupação americana nesta região onde hoje em dia está situada a cidade de Washington, data do início do século XVII, quando o capitão inglês, John Smith, aquele mesmo do filme “Pocahontas”, entrou pelo Rio Potomac e fundou uma das colônias inglesas nas Américas. A Pocahontas existiu mesmo. Era filha de um cacique local.

John Smith e Pocahontas - o início da história na região de Washington.

John Smith e Pocahontas – o início da história na região de Washington.

Como nos Estados Unidos, os estados têm uma grande autonomia, a presença da capital em qualquer uma das cidades já existentes daria um poder excessivo ao estado onde a sede do governo viesse a funcionar. A solução foi a criação do Distrito de Columbia como um novo estado que iria sediar a capital. A cidade de Washington foi construída para encontrar um meio termo na disputa de poder entre as colônias do norte e do sul do país. A localização numa posição intermediária atendia a esses objetivos. Somente foi inaugurada em 1800.

O Capitólio é o marco zero da cidade.

O Capitólio é o marco zero da cidade.

Washington teve um papel fundamental durante a Guerra Civil americana, por estar localizada exatamente na divisa entre os estados do norte e do sul dos Estados Unidos. Durante a guerra, a cidade cresceu bastante e saiu dela fortalecida como a capital do país.

Washington DC

Washington DC

Hoje é uma cidade planejada, com avenidas largas e muito bem sinalizadas. Vive sobretudo dos organismos governamentais e dos negócios relacionados com governos e empresas do mundo inteiro e o governo americano.

Prédios públicos por todos os lados.

Prédios públicos por todos os lados.

Washington também é um museu a céu aberto, pois a cidade possui uma grande quantidade de monumentos e memoriais que contam pelas ruas, a história dos Estados Unidos. Todos os grandes fatos da história americana e das suas variáveis internacionais estão simbolizadas em monumentos por toda a cidade.

Memorial a Licoln

Memorial a Lincoln

Chegamos a Washington e fomos direto para o Hotel Grand Hyatt, um excelente hotel e com uma localização espetacular. Deu para conhecer a cidade, as suas principais atrações turísticas e fazer quase tudo, a pé.

Pátio interno do Grand Hyatt de Washington

Pátio interno do Grand Hyatt de Washington

Chegamos no início da tarde, pedimos uma indicação ao “concierge” do hotel e fomos andando até o Zaytinia, um restaurante grego/turco, de culinária “fusion”, localizado a 5 minutos do Grand Hyatt. Uma excelente surpresa para quem estava chegando. O Zaytinia está entre os dez melhores restaurantes de Washington. Possui um ambiente alegre e descontraído e um atendimento muito bom.

A fachada do Zaytinia

A fachada do Zaytinia

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Estados Unidos da América e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s