COMEÇANDO A ENTENDER A CIDADE DE NOVA YORK

25 de março de 2016

Saímos do hotel pela manhã e seguimos direto para a Union Station, a estação de trens de Washington DC. O edifício da Union Station é monumental. A estação foi inaugurada em 1908. Possui uma arquitetura que impressiona. Hoje é a segunda atração turística mais visitada da cidade.

Detalhe do interior da Union Station

Detalhe do interior da Union Station

Pegamos o trem Acela Express, da companhia Antrak, que faz a viagem entre Washington e Nova York em 2h e 50 minutos, até a estação New York Penn Station. O trem é confortável e rápido, além do que, não necessita de traslados, pois a chegada já se dá no centro de Nova York.

Interior da Union Station.

Interior da Union Station.

A Estação Pennsylvania Station em Nova York fica no “coração” de Manhatan, na 34a Street. Pegamos um táxi e seguimos direto para o Hotel Park Lane, localizado na Central Park South, portanto ao lado do maior parque urbano da cidade. O Park Lane tem uma localização espetacular e um custo razoável.

O Hotel Park Lane fica em frente ao Central Park.

O Hotel Park Lane fica em frente ao Central Park.

A cidade de Nova York surgiu a partir de um excelente porto, que se tornou o centro de comércio entre os colonos ingleses das Américas e os países europeus. O porto importante fez com que a cidade crescesse muito rapidamente no século XIX. Entre 1800 e 1900, pulou de 79 mil para 3 milhões de habitantes, transformando-se no centro de negócios, cultura e entretenimento dos EUA.

A ponta sul da Ilha de Manhattan em Nova York.

A ponta sul da Ilha de Manhattan em Nova York.

A ilha de Manhattan, é o coração de Nova York. Foi um entreposto comercial dos holandeses até 1625, quando os ingleses passaram a tomar conta do lugar. A ocupação inicial desordenada, ainda hoje é percebida na região de Lower Manhattan, onde as ruas são confusas e sinuosas. No centro da ilha, a Broadway é uma avenida diagonal que segue o caminho de uma antiga trilha indígena.

Um mar de arranha-céus.

Um mar de arranha-céus.

Os turistas que visitam Nova York, ficam basicamente em Manhattan. A ilha está dividida em 15 áreas. Lower Manhattan é a ponta sul da ilha, onde a ocupação holandesa e mais tarde inglesa começou. Muitos dos principais arranha-céus da cidade ficam por aí, inclusive o One World Trade Center, que surgiu no lugar das “Torres Gêmeas”.

Um perfil de Lower Manhattan.

Um perfil de Lower Manhattan.

Aí perto, também na ponta sul de Manhattan, ficam o Financial District, o coração financeiro da cidade, com a famosa Wall Street, O SoHo, o Lower East Side, o Greenwich Village, o East Village, Chelsea e Gramercy Park.

O famoso prédio da Bolsa de Valores de Nova York em Wall Street.

O famoso prédio da Bolsa de Valores de Nova York em Wall Street.

Em Midtown, na parte sul do Central Park fica o Theatre District, onde estão concentrados os teatros da Broadway e a frenética Quinta Avenida com suas lojas chiques de grife.

A imponência da 5a Avenida com as suas lojas de grife.

A imponência da 5a Avenida com as suas lojas de grife.

Nas laterais do Central Park ficam o Upper East Side, com uma grande concentração de museus e a residencial Uper West Side.

Mapa de Manhattan.

Mapa de Manhattan.

Ao norte do Central Park fica o bairro negro mais famoso dos Estados Unidos, o Harlem.

DSC_9720

A origem da cidade e o fascínio que ela sempre exerceu para os imigrantes, fizeram de Nova York a cidade mais cosmopolita do Mundo. Um mosaico de culturas e de idiomas. Há todo momento podemos observar as pessoas falando os idiomas mais distintos do Mundo.

A cidade é um mosaico de culturas.

A cidade é um mosaico de culturas.

Deixamos as malas no hotel e saímos para caminhar pela 5a Avenida. Nova York é uma cidade totalmente plana e muito bem dividida. Excluindo-se Lower Manhattan, onde as ruas ainda têm nomes e não são tão bem distribuídas em quadras, todo o restante da cidade é organizado de uma forma sequencial, onde as largas avenidas se estendem no sentido Norte-Sul e vão desde a 1a até a 12a, enquanto que as ruas seguem no sentido Leste-Oeste e fazem uma sequencia desde a 1a até a 215a, ao norte do Harlem. Fica fácil andar e se encontrar em Nova York.

As ruas e avenidas formam quadras perfeitas.

As ruas e avenidas formam quadras perfeitas.

Começando a rever a cidade seguimos até a Times Square, uma praça no cruzamento da Broadway com a 7a Avenida. A Times Square é o coração do Theatre Districtc. A maioria dos teatros da Broadway ficam nos arredores dessa praça. Possui esse nome em função do edifício The New York Times Tower, que foi inaugurado aí em 1906 e era a sede do famoso jornal da cidade.

A frenética Times Square.

A frenética Times Square.

A Times Square possui dezenas de painéis de LED, de alta resolução e néon, que iluminam a praça e oferecem os produtos culturais da cidade. Uma lei municipal obriga a que todos os prédios da Times Square possuam esses imensos painéis e os mantenham acesos 24 horas por dia. As luzes e animações são frenéticas e uma multidão circula para todos os cantos.

Todos os arranha-céus são iluminados por grandes painéis de LED e néon.

Todos os arranha-céus são iluminados por grandes painéis de LED e néon.

Hoje, a praça lotada de turistas e passantes, convive com inúmeros “super-heróis”, que pressionam o público para tirar fotos em troca de gorjetas.

Os "super-heróis" abordam os visitantes insistentemente.

Os “super-heróis” abordam os visitantes insistentemente.

Em frente à famosa loja de lingeries da Victoria Secrets, duas mulheres semi nuas, com os seus empresários dividiam esse espaço com os super-heróis e também chamavam os turistas para tirar fotos em troca de um pagamento.

Na frente da Victoria Secrets, as mulheres também tiram fotos com os turistas

Na frente da Victoria Secrets, as mulheres também tiram fotos com os turistas

Voltamos andando para o hotel e no caminho fomos até o excelente restaurante Osteria Del Circo. Um dos mais famosos italianos de Nova York.

O Empire State Building, um dos símbolos de Nova York

O Empire State Building, um dos símbolos de Nova York

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Estados Unidos da América e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para COMEÇANDO A ENTENDER A CIDADE DE NOVA YORK

  1. Vera Lúcia Araújo disse:

    Gostei!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s