ENCANTADOS COM MOSCOU

22.06.2016

Fizemos essa viagem entre junho/julho de 2016, num roteiro sugerido pela agência Via Alegria, numa parceria com a LATAM Viagens do Shopping da Bahia de Salvador e com, uma boa parte do roteiro, operado pela Operadora espanhola Special Tours. O foco inicial seria voltar à Escandinávia, Aproveitamos o voo para tão longe e decidimos incluir dois destinos desejados da Rússia, Moscou e São Petersburgo. Éramos eu, Monica, Dr. Eduardo Nery e Dra. Marise Nery.

A Rússia era um dos destinos dessa viagem.

A Rússia era um dos destinos dessa viagem.

Como a viagem envolveria vários destinos e deslocamentos complexos (avião, trem, ônibus, carro e navios), decidimos nos incorporar a uma excursão, num roteiro sugerido pela Special Tours, que atendia à maior parte do que gostaríamos de ver. Ao final da excursão, faríamos sozinhos, fora da excursão, um complemento de viagem que envolveria alguns lugares da Noruega e Dinamarca.

Os fiordes da Noruega estavam entre os destinos da viagem.

Os fiordes da Noruega estavam entre os destinos da viagem.

Saímos de Salvador, num voo da TAM, que fez conexão em São Paulo com um voo da Air Europa para Madri. Em Madri fizemos outra conexão, num voo da Aeroflot para Moscou . 2,5 horas de Salvador para São Paulo, 10 horas de São Paulo para Madri e mais 4 horas de Madri para Moscou. Muitas horas de espera nos aeroportos e mais seis horas de diferença de fusos horários. Chegamos em Moscou às 18h do dia seguinte ao que embarcamos.

O Aeroporto de Moscou

O Aeroporto de Moscou

A viagem além de intensa, teve momentos de desconforto com o controle de passaportes em Madri e em Moscou. Serviço lento, burocrático, com poucos profissionais trabalhando e exigindo muita paciência de todos. No caminho do Aeroporto para o hotel, fomos relaxando da maratona, pois as largas avenidas, o ambiente de prosperidade e riqueza visível na chegada a Moscou já impressionava bastante. Ficamos hospedados no Novohotel Centre de Moscou, um hotel simples, mas bem localizado, onde nos encontramos com Dra. Marise e Dr. Eduardo Nery.

O Novohotel Centre, no centro de Moscou.

O Novohotel Centre, no centro de Moscou.

Estávamos muito cansados, mas decidimos sair em busca de um restaurante para jantar. Como não tínhamos nenhuma indicação especial, fomos para a Praça Vermelha, que era o referencial turístico. Fizemos a escolha certa. A praça estava lindíssima. Chegamos lá às 21h e o sol ainda brilhava. Os dias em Moscou, nessa época do verão, são muito longos, Estava anoitecendo às 22:30h e amanhecendo às 3:30h.

O primeiro encontro com a Praça Vermelha em Moscou

O primeiro encontro com a Praça Vermelha em Moscou

A Praça Vermelha, em Russo se escreve Krásnaya Ploschád. O seu nome deriva da palavra russa Krásnye, que antigamente caracterizava a expressão “linda”. Essa mesma expressão, posteriormente passou a significar “vermelho”. Praça Vermelha, portanto, historicamente significa Praça Linda e não tem nenhuma relação com o comunismo ou com a cor vermelha.

Uma Praça Linda.

Uma Praça Linda.

A praça fazia jus ao nome. Estava linda. É o principal ponto da parte histórica de Moscou. Um grande retângulo com 500 metros de comprimento, cercada pelas muralhas de Kremlin de um lado e pelo belíssimo prédio do histórico Centro Comercial Gum do outro. Numa das extremidades, o pórtico de entrada e na outra, uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno, a espetacular Catedral de São Basílio. Uma das praças mais belas do Mundo.

A entrada da Praça Vermelha.

A entrada da Praça Vermelha.

Estávamos embriagados pela beleza. Decidimos jantar por aí, num dos inúmeros restaurantes da área externa do Gum, um histórico e icônico centro comercial, em plena Praça Vermelha. O Gum estava com a fachada totalmente iluminada, e isso embelezava ainda mais o ambiente. Fizemos um brinde a Moscou. As primeiras impressões eram excelentes.

A fachada iluminada do Gum deixava a praça ainda mais bonita.

A fachada iluminada do Gum deixava a praça ainda mais bonita.

Terminamos o jantar no bom restaurante no Gum e nos dirigimos para a saída da praça. Quando começamos a andar em sentido contrário à Catedral de São Basílio, um grupo de turistas que vinha em nossa direção, mostrava uma expressão assustada por algo que viam atrás de nós, Viramos e vimos que estavam encantados com uma imensa lua cheia, que servia de moldura para a belíssima Catedral de São Basílio. Uma cena maravilhosa que recebemos de presente nessa nossa primeira noite em Moscou. Pegamos um táxi e voltamos para o hotel.

A lúa cheia por trás da catedral de São Basílio.

A lúa cheia por trás da catedral de São Basílio.

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Rússia e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para ENCANTADOS COM MOSCOU

  1. mariel disse:

    Moscou é, de fato, um lugar mágico

  2. Marcelino disse:

    Tanta beleza e conhecimentos, compensam os estres da viagem, nao e mesmo? Muito bom

  3. Anônimo disse:

    A história aqui muito bem documentada pela arte de quem sabe, e muito bem, fotografar.
    Grata por mais estes pedacinhos de mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s