O FABULOSO METRÔ DE MOSCOU

23/06/2016

Uma das principais atrações de Moscou é o inusitado tour guiado pelas estações do metrô. As estações são verdadeiras obras de arte construídas na primeira fase do governo de Stalin.

O metrô de Moscou

O metrô de Moscou

Em poucos lugares do Mundo, uma estação de metrô é atração turística. Aqui é uma das mais importantes. O tour é inusitado, pois os grupos de turistas se misturam com a população da cidade que está usando o sistema de transporte. Os guias explicam sobre as estações, dentro e fora dos trens. A sensação é diferente, pois existe o temor constante de que alguém desapareça no meio da multidão. Depois que o guia explica os detalhes sobre uma estação. Todos pegam o trem e saltam na estação seguinte e assim por diante. Como nem todos os turistas cabem nos mesmos vagões, fica sempre a expectativa de que alguém vai se perder.

O tour é feito dentro das estações do metrô.

O tour é feito dentro das estações do metrô.

Após a Revolução Bolchevique, a capital da Rússia e depois da URSS, passou a ser Moscou. A cidade começou a crescer muito rapidamente, impulsionada também pela Revolução Industrial em curso no país. A necessidade de melhorar o sistema de transporte se tornou urgente. As principais capitais europeias já tinham os seus sistemas de metrô. Moscou não. Nos anos 30, virou prioridade para o governo soviético a construção do metrô.

As estações são verdadeiras obras de arte.

As estações são verdadeiras obras de arte.

O projeto fez parte do primeiro Plano Quinquenal de Stálin. As obras começaram em 1931. O Partido Comunista decretou que o país inteiro participaria do esforço para a construção do metrô. Foram convocados operários de toda a União Soviética: homens, mulheres, jovens e soldados participaram do esforço coletivo. Muitos trabalharam voluntariamente.

Detalhes na decoração do metrô de Moscou.

Detalhes na decoração do metrô de Moscou.

Em fevereiro de 1935, ficou pronto o primeiro trecho, com 11,5 km. As primeiras 13 estações foram inauguradas em maio daquele ano. Até 1939 já eram 22 estações e o metrô já atendia a um milhão de passageiros.

A imagem de Lenin aparece em algumas estações.

A imagem de Lenin aparece em algumas estações.

Stalin usou o metrô para fazer propaganda comunista no ocidente. A ambição era ter as estações mais bonitas e imponentes. Os melhores artistas da URSS foram convocados para decorar o metrô, trabalhando com o Realismo Socialista. Muitos enfocaram temas da Revolução e do cotidiano do povo soviético, com ênfase nos aspectos positivos.

O luxo das estações.

O luxo das estações.

Cada estação tem um estilo próprio. A Mayakosvskaya foi projetada por Alexei Dúshkin. Ganhou o Grande Prêmio da Feira Mundial de Nova York em 1938. Possui colunas de aço inoxidável e mármore.

As estações surpreendem.

As estações surpreendem.

A Plóschad Revoliústsy possui arcos revestidos de mármore, com estátuas de bronze em tamanho natural, feitas pelo escultor Matvey Mánizer. As estátuas representam guardas- vermelhos, operários, mulheres, atletas, etc.

Esculturas de bronze na estação Plóschad Revoliústsy

Esculturas de bronze na estação Plóschad Revoliústsy

As cenas constantes de camponeses saudáveis e alegres, ignora a terrível fome que matou milhões de pessoas durante a coletivação da agricultura imposta por Stalin.

Pinturas decoram as estações.

Pinturas decoram as estações.

Outro detalhe que chama a atenção no metrô de Moscou é a profundidade das estações. Aí estão algumas das mais profundas do Mundo. A profundidade excessiva, foi uma estratégia para que as linhas e estações pudessem ser utilizadas como abrigo antiaéreo, na hipótese de um bombardeio em tempos de guerra.

As estações do metrô de Moscou são muito profundas.

As estações do metrô de Moscou são muito profundas.

Quando os soldados alemães chegaram na periferia de Moscou, durante a Segunda Guerra Mundial, a Estação Myakovskaya foi transformada em Quartel General das forças de Defesa Antiaérea da URSS. Outras estações foram também utilizadas como quartéis e por isso o metrô de Moscou se tornou um símbolo da resistência soviética durante a Guerra.

Detalhe da decoração das estações.

Detalhe da decoração das estações.

Hoje o metrô de Moscou possui 188 estações e cerca de 313 km de trilhos. Quase 10 mil trens funcionam diariamente transportando até 9 milhões de passageiros diariamente. É maior que os metrôs de Londres e Nova York juntos.

O mapa do metrô de Moscou

O mapa do metrô de Moscou

O uso do metrô é simples e autoexplicativo. A única dificuldade é que as sinalizações usam o alfabeto cirílico e não tem sinalização correspondente em alfabeto latino. Precisamos nos acostumar um pouco com as letras deles para não perder a estação. Nada que assuste a um turista descolado.

O metrô de Moscou

O metrô de Moscou

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Rússia e marcado , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para O FABULOSO METRÔ DE MOSCOU

  1. joaquimnery disse:

    Isso. Dá para ficar contemplando as maravilhas do metrô.

  2. flaviabraga disse:

    heheheehe vc ate esquece de pegar o metro, né

  3. joaquimnery disse:

    Um pouquinho diferente. Uma obra de arte.Um abraço.

  4. flaviabraga disse:

    parecido com o que temos aqui, ne

  5. mariel disse:

    Obviamente, quis dizer exuberante.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s