CIRCULANDO POR MADRI

14.07.2016

Chegamos à Puerta del Sol, no coração da Madri Antiga. A pequena praça é o marco zero da cidade de Madri, a partir do qual, se medem todas as distâncias das rodovias da Espanha. Possui uma série de lojas e cafés. O local marca a antiga entrada leste da cidade. Uma estátua de Carlos III que reinou no final do século XVIII, fica no meio da praça.

A Puerta del Sol

A Puerta del Sol

O marco mais importante da Puerta del Sol e símbolo maior da cidade, é o urso que tenta alcançar os frutos de um medronheiro, uma árvore típica do Mediterrâneo. O urso é o símbolo de Madri.

O urso de Madri

O urso de Madri

Seguimos andando até a Praça Mayor. A mais bela de Madri, construída no início do século XVII. A praça foi sede de diversas atividades na cidade. Desde touradas até execuções de prisioneiros condenados à pena de morte. Foi aí também que aconteceram os julgamentos da inquisição espanhola.

A Praça Mayor

A Praça Mayor

No centro da praça está a estátua equestre do rei Filipe III, o idealizador da Praça Mayor. Sob as arcadas que cercam a praça ficam lojas e cafés.

A Praça Mayor

A Praça Mayor

Saímos da Praça Mayor e seguimos em direção ao Palácio Real. No caminho, passamos pelo prédio da Ópera de Madri e fomos surpreendidos por uma apresentação em praça pública. Era a semana da ópera, comemorada na cidade. No verão europeu, esse tipo de atividade é muito comum.

Apresentação de Ópera em praça pública

Apresentação de Ópera em praça pública

Nos perdemos por entre os becos e ruelas que ficam nos entornos da Praça Mayor e seguimos até o imenso Palácio Real. O palácio foi encomendado pelo rei Filipe V, para substituir a antiga fortaleza que havia no local e pegou fogo em 1734. Serviu como residência da Família Real até 1931. Hoje em dia é utilizado pelo Rei para cerimônias oficiais.

O Palácio Real de Madri.

O Palácio Real de Madri.

O interior do Palácio Real pode ser visitado e funciona como um museu. Possui uma decoração exuberante e requintada.

O Palácio Real de Madri.

O Palácio Real de Madri.

Não entramos no Palácio. A fila de visitantes era muito grande e não tínhamos tempo para isso. Começamos a fazer o caminho de volta para o hotel. Passamos pelo monumento a Miguel de Cervantes, o mais famoso escritor espanhol.

Monumento em homenagem a Miguel de Cervantes

Monumento em homenagem a Miguel de Cervantes

O monumento fica no centro da Praça de Espanha, foi erguido em 1929 para comemorar a obra-prima do escritor. O destaque é para os mais famosos dos seus personagens Dom Quixote de la Mancha e Sancho Pança.

D. Quixote e Sancho Pança

D. Quixote e Sancho Pança

Pegamos o caminho de volta pela Gran Via, a mais importante artéria de tráfego da cidade. Liga a Praça de Espanha à Calle de Alcalá. A avenida foi inaugurada em 1910. Está cercada por lojas, galerias, cinemas e edifícios de grande valor arquitetônico. Alguns cinemas foram fechados e deram lugar a teatros para musicais. A Gran Via é considerada a Broadway de Madri.

A Gran Via é a principal avenida de Madri

A Gran Via é a principal avenida de Madri

Na Calle de Alcalá fica a Praça de Cibeles, com uma bela fonte no meio, em homenagem à Deusa Grega Cibele, de 1782. Uma das mais famosas praças da cidade.

Praça de Cibeles

Praça de Cibeles

Voltamos para o hotel e à noite fomos até o centro gastronômico Platea, localizado ao lado da Praça Colón, no prédio do antigo cinema Carlos III, que foi totalmente adaptado ao projeto e que se auto-intitula como o maior centro de ócio gastronômico da Europa. O Platea é um espaço com 5.800m2 de restaurantes, bares e espaços para entretenimento, com capacidade para 1.100 pessoas. Frequentado por madrilenhos e turistas.

O centro gastronômico Platea

O centro gastronômico Platea

O espaço está distribuído em três andares interligados por um grande vão central. Possui vários restaurantes e alguns deles com estrelas Michelin. O espaço mais descolado fica no piso do mesmo nível da avenida. Dá para sentar em qualquer mesa, escolher as tapas de qualquer um dos restaurantes/balcões e ficar aproveitando o ambiente animado por um bom DJ.

Um DJ anima os restaurantes do Platea.

Um DJ anima os restaurantes do Platea.

Praça Mayor, um dos símbolos de Madri

Praça Mayor, um dos símbolos de Madri

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Espanha e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s