ATRAVESSANDO O RIO SÃO FRANCISCO EM DIREÇÃO À FOZ

28 de dezembro de 2016

Decidimos seguir de Aracaju para Maceió, pela estrada que bordeja o litoral sul de Alagoas. O objetivo era conhecer a foz do Rio São Francisco, na divisa entre Sergipe e Alagoas. Seguimos 80 quilômetros pela BR 101, em Sergipe, até a SE 335, em direção a Santana de São Francisco, são mais 40 quilômetros até o rio. No caminho, chama a atenção as grandes plantações de coco de Sergipe.

Chegamos a Santana de São Francisco para atravessar o rio.

Chegamos a Santana de São Francisco para atravessar o rio.

A cidadezinha de Santana de São Francisco fica em frente a Penedo. Pegamos uma balsa e atravessamos o rio. Em Penedo chegamos a Alagoas. A cidade de Penedo foi fundada no século XVII. Possui um casario colonial charmoso, com igrejas e casarões dos século 17, 18 e 19. É um dos destinos turísticos do baixo São Francisco.

Atravessando o Rio São Francisco e chegando a Penedo.

Atravessando o Rio São Francisco e chegando a Penedo.

Seguimos de Penedo para Piaçabuçu, que é a cidade mais próxima da foz do Rio São Francisco. É de Piaçabuçu que saem os passeios de barco que levam à foz do rio. Chegamos tarde. Não conseguimos fazer o passeio, tivemos que nos contentar com a paisagem e a vista da foz, a 13 quilômetros de distância.

Piaçabuçu, a cidade mais próxima da Foz do Rio São Francisco.

Piaçabuçu, a cidade mais próxima da Foz do Rio São Francisco.

Passeamos um pouco pelo calçadão nas margens do cais de Piaçabuçu. É daí que saem os grupos para visitar a foz do Rio São Francisco. Vêm muitos turistas para fazer o passeio, sobretudo os passantes da estrada e outros vindos de Maceió. Dezenas de barcos coloridos, ancorados nas margens do rio, formam um belo visual.

Artesanato no calçadão em Piaçabuçu.

Artesanato no calçadão em Piaçabuçu.

A cidade de Piaçabuçu sofre hoje com a regularização da vazão das águas do Rio São Francisco, que surgiram com a construção da Barragem de Sobradinho. Nos períodos de seca mais prolongada, como a de 2016, a Barragem de Sobradinho diminui a vazão e portanto o rio perde a força de expulsão da água do mar. Quando a maré enche, o mar consegue entrar no rio e vai além de Piaçabuçu, deixando a água salobra e trazendo problemas de abastecimento para a cidade.

A Foz do São Francisco vista de longe.

A Foz do São Francisco vista de longe.

Deixamos Piaçabuçu para trás e seguimos para Maceió pela excelente estrada AL 101. São 140 quilômetros por entre plantações de coco e pertinho do mar, que de vez em quando aparece para deixar o trajeto ainda mais bonito.

A estrada para Maceió vai bordejando o litoral.

A estrada para Maceió vai bordejando o litoral.

Perto de Maceió paramos num mirante privativo na beira da estrada, é necessário pagar para ter acesso ao mirante. O Mirante do Gunga possui uma vista privilegiada do litoral de Alagoas, que dá as boas vindas ao estado para quem vem do sul.

A vista do Mirante do Gunga.

A vista do Mirante do Gunga.

Na base do mirante existe uma feirinha de artesanatos onde também se pode comprar alguma lembrança de Alagoas.

Artesanato no Mirante do Gunga

Artesanato no Mirante do Gunga

Chegamos a Maceió e fomos direto para o bom Hotel Best Western Premier, localizado na Praia de Pajuçara, em frente ao mar e a um calçadão maravilhoso. É daí da Pajuçara que saem os passeio de jangada para as piscinas naturais. Todo turista que vai a Maceió precisa fazer esse tour. É excelente. É preciso ficar atento ao movimento das marés, pois as jangadas só realizam o passeio nos momentos da maré baixa.

O Hotel Best Western Premier

O Hotel Best Western Premier

À noite fomos jantar no excelente restaurante Maria Antonieta. Possui um salão grande, muito bem decorado e o cardápio italiano é muito bem preparado.

As jangadas da Pajuçara

As jangadas da Pajuçara

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Alagoas, Sergipe e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s