INNSBRUCK, A PRIMEIRA PARADA DA “ROAD TRIP” PELA EUROPA

11 de maio de 2017

Começamos a segunda etapa dessa nossa viagem pela Europa, organizada pela Agência Via Alegria. Na primeira etapa, fizemos o circuito das “Capitais Imperiais”, Viena, Budapeste e Praga, e finalizamos em Salzburgo na Áustria.

Começamos a viagem por Viena, uma das Cidades Imperiais.

Na segunda etapa fizemos uma viagem de carro, de Salzburgo até Florença, na Itália, com o objetivo de “costurar” a Cordilheira dos Alpes. Atravessamos os Alpes por três vezes. Da Áustria para a Itália, da Itália para a Suíça e da Suíça para a Itália de volta.

Uma boa parte da viagem foi sobre as montanhas da Suíça, Áustria e Itália.

Pegamos um carro na Hertz, no aeroporto de Salzburgo e seguimos em direção a Innsbruck, na Áustria. A melhor estrada passa pela Alemanha. Saímos da Áustria para a Alemanha, na região da Bavária e voltamos para a Áustria, num caminho que passa por vales entre montanhas alpinas.

Esse foi o Hyundai Tucson que nos acompanhou pelos Alpes.

A Cordilheira dos Alpes é um imenso conjunto de montanhas, que surgiu como consequência do choque entre as placas tectônicas da Europa e da África. Os Alpes se erguem majestosos no sul da Europa, criando uma barreira física entre o norte da Europa e as penínsulas da Itália e dos Balcãs.

A paisagem dos Alpes nos acompanhou ao longo da viagem.

A localização estratégica fez da Cordilheira dos Alpes, uma área de disputas históricas. A Cordilheira está dividida entre seis países: França, Alemanha, Itália, Suíça, Liechtenstein e Áustria.

A Cordilheira dos Alpes.

O povo mais identificado com a Cordilheira dos Alpes, são os tiroleses, povos das montanhas que se dividem entre Áustria, Suíça e Itália, pastores transumantes, que movimentam as suas vacas, para cima e para baixo da montanha, seguindo a sequência das estações. Na complicada geopolítica europeia, os tiroleses se acham os donos dos Alpes e reivindicam a criação do Estado do Tirol, com partes dos territórios da Áustria, Suíça e Itália.

A transumância é uma marca dos tiroleses.

A nossa primeira parada após sairmos de Salzburgo, foi na cidade de Innsbruck, considerada a “capital” do Tirol. Innsbruck fica na região oeste da Áustria, no vale do Rio Inn, cercada por montanhas dos dois lados, num caminho estratégico entre Áustria, Alemanha, Itália e Suíca. A cidade é charmosa, cheia de atrativos e monumentos históricos especiais. Cortada pelo Rio Inn, possui cerca de 120 mil habitantes.

O Rio Inn corta a cidade de Innsbruck ao meio.

Como teríamos uma viagem longa, nesse primeiro dia, seguimos direto para o Centro Histórico de Innsbruck onde buscamos o famoso “Golden Roof” ou “Telhado de Ouro”, a maior atração turística da cidade. Não foi difícil encontrar.

O Telhado de Ouro em Innsbruck

O Telhado de Ouro fica na principal praça do Centro Histórico, cobre a sacada de um prédio do centro histórico de Innsbruck, que foi mandado construir pelo Imperador Maximiliano I, do Império Áustro-húngaro. É formado por um conjunto de cerca de 3 mil telhas de cobre, que brilham intensamente, sobretudo nos dias ensolarados, daí a denominação de Telhado de Ouro.

O Telhado de Ouro

Innsbruck é um centro de esportes e lazer de inverno. O centro histórico é totalmente dedicado aos pedestres. Uma bela praça, cercada por edifícios seculares, alguns com fachadas decoradas, como o Edifício Helblinghaus, com fachada gótica, do século XV, que completa o charme do Telhado de Ouro.

Fachadas imponentes no centro histórico de Innsbruck

Nos caminhos do centro histórico existem dezenas de restaurantes, bares, cafés e lojas de artesanato e lembranças de Innsbruck. Nos letreiros aparecem alguns brasões em ferro fundido, num estilo típico de Salzburgo.

Letreiros de lojas em Innsbruck

Várias lojas vendem queijos, salames e presuntos das mais variadas origens de produção. Paramos numa delas e não resistimos em trazer para o Brasil alguns salames de javali e queijos especiais.

Loja de queijos e salames

Seguimos até o Rio Inn, com as suas belas casas coloridas que são emolduradas pelas montanhas dos Alpes ao formam um dos cartões postais mais famosos da cidade.

Innsbruck

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Áustria e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para INNSBRUCK, A PRIMEIRA PARADA DA “ROAD TRIP” PELA EUROPA

  1. Anônimo disse:

    Excelentes pedacinhos de Mundo, que vou conhecendo graças à sua gentileza.
    Muito obrigada.
    Cumprimentos.

  2. Adalberto Pedroso disse:

    Perfeita descrição. Realmente Insbruck é uma cidade especial. Estação de ski dentro da cidade onde pude subir no Lift e curtir o visual.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s