DESCENDO O MONTE RORAIMA – por Maíra Nery

6º Dia

Ao fim do dia, o tempo virou o Macunaíma nos presentou com chuva e vento. Choveu muito durante a noite e o Roraima amanheceu envolto em uma névoa. Como de costume, nos levantamos por volta das 05:30 para voltarmos ao Hotel Sucre, passando antes pelo El Fosso.

Amanhecer

Diferente do Lago Gladys, é possível tomar banho no El Fosso, mas o volume de água estava muito alto por causa da chuva. Além disso, a coragem de entrar na água gelada com o tempo fechado abandonou o grupo.

El Fosso

Esse dia a caminhada foi bastante pesada, com muito vento e muita neblina, mas a chuva deu uma trégua.

Trilha na Neblina

Chegamos no Sucre e sol apareceu: banho do dia garantido! Ao fim da tarde, nos sentamos para o “chá das cinco” e Luizito, nosso guia, nos contou um pouco de sua experiência como guia e um pouco da realidade da Venezuela. A paixão pelo que faz, a real adoração, não só pelo Roraima, mas pela natureza e por seus país, são evidentes e cativantes. Ver o Monte Roraima por seus olhos e viver essa experiência tendo-o como guia, tornaram a viagem ainda mais especial.

 

 

Nossos guias Luizito e Chel

7º dia

O último dia no Monte Roraima é o mais tranquilo. Fomos aos pontos mais próximos do acampamento. Macunaíma nos presentou com um dia lindo e aproveitamos para ir bem cedo a Janela do Kukenán. Uma vista incrível do Tepuy “irmão” do Roraima.

Janela para o Kukenán

Dali passamos pelas jacuzzis: poças d’águas douradas formadas nas rochas do Roraima. Um excelente (gelado) lugar para tomar banho!

Jacuzzi

Da jacuzzis fomos ao ponto mais alto do Roraima: o Maverick. Tem esse nome porque de longe parece que tem o carro do mesmo nome no seu topo (explicação para quem não entende muito de carro, como eu). Do Maverick, voltamos para o acampamento para descansar e se preparar para a descida.

Vista do Maverick.

A descida

A descida do Monte Roraima foi muito mais pesada do que a subida. O percurso que fizemos na ida em três dias, fizemos em 2 na volta. A primeira parte extremamente íngreme sacrifica os joelhos.

Início da descida

No primeiro dia descemos até o campo base, onde fazemos uma pausa para o almoço e depois seguimos até o nosso último acampamento à beiro do rio.

Siesta no Campo Base

Chegamos ao acampamento ao fim da tarde. Banho de rio para refrescar e cerveja para brindar a despedida! No dia seguinte, irámos percorrer 15 km até à Reserva Paratepuy.

Último Acampamento

Levantamos cedo porque a caminhada seria toda no sol. Miti nos presenteou com uma última aula de alongamento em um nascer do sol lindo e agradecemos a experiência e encontro únicos.

Alongamento comandado pela Miti

O esforço, a superação, a beleza inóspita, a natureza em seu estado bruto eao mesmo tempo singelo, fez da expedição algo extraordinário. Éramos 9 pessoas, cada uma ali por uma razão diferente, mas com um objetivo único que era sair do comum. Fomos guiados por 2 anjos, Luizito e Chel, que tornaram tudo ainda mais especial. E tivemos o apoio de uma equipe de indígenas venezuelanos, que nos encantou a todos. O Monte Roraima estará para sempre na memória e no coração.

Só gratidão

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para DESCENDO O MONTE RORAIMA – por Maíra Nery

  1. maria goreth disse:

    que maravilha Joaquim, parabéns , esse e o meu grande objetivo um dia desses quem sabe estarei nesse lindo lugar. Estou encantada com as fotos, o local, sua boa vontade de nos brindar esse espetáculo do Monte Roraima. Parabéns.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s