O CENTRO DE CONSERVAÇÃO DA VIDA SELVAGEM DO ALASCA

Alugamos dois carros e seguimos pela manhã para a Seward Highway, a rodovia que acompanha o Turnagain Arm, o golfo que banha Anchorage e segue cerca de 70 km para o oeste. Na realidade o Turnagain Arm é um fiorde, que possui uma das maiores marés do mundo, pode chegar a mais de 12 metros de amplitude, a diferença entre a baixamar e a preamar. Quando a maré enche, a água penetra no fiorde com grande velocidade e acontece o inverso quando ela vaza, a correnteza da maré pode chegar a uma velocidade de até 9,7km/h.

O Beluga Point no Turnagain Arm

O fenômeno das marés do Turnagain Arm, propicia algumas situações especiais. Uma delas é a chegada diária das belugas, numa área conhecida como Beluga Point. Quando a maré começa a encher, as belugas invadem o fiorde, em busca de alimentos e se aproximam da costa, de onde podem ser observadas. Demos azar, nesse dia as belugas não apareceram, mas vimos as fotos que testemunham o fenômeno. As belugas são chamadas de baleias brancas, numa alusão ao seu porte. Estão perfeitamente adaptadas à vida nas águas geladas do Ártico.

O ponto de observação das belugas.

Seguimos adiante pela Seward Highway, até o Alascan Wildlife Conservation Center. Um centro de estudos e esforços para a preservação da vida selvagem do Alasca. O objetivo do centro é a reabilitação para posterior reintegração de animais, na natureza. O principal programa do centro está focado na preservação e reintrodução do Bisão, mas além disso, possui ursos, alces, renas, águias, linces, caribus, lobos etc.

O Alascan Wildlife Conservation Center

O Alascan Wildlife Conservation Center é uma organização sem fins lucrativos que resgata animais machucados ou em perigo iminente para tentar a sua reabilitação.

O Alascan Wildlife Conservation Center

Dentre os animais que vimos no Alascan Wildlife Conservation Center, os ursos pardos ficam em grandes áreas protegidas por cercas elétricas. São animais enormes e muito comuns no Alasca. Podem chegar a 3 metros de altura e pesar até 300 kg.

Urso Pardo

O alce é um animal comum nessa região. Existem vários no Alascan Wildlife Conservation Center. É um herbívoro de grande porte, que pode chegar a 2 metros de altura e pesar até 450 kg.

Caribu

O caribu é a denominação norte-americana para a rena europeia. Perfeitamente adaptado à região do Ártico, vive em grandes manadas e se alimenta da tundra. É comum no Alasca.

O Boi-almiscarado

Um dos animais mais exóticos que encontramos no Alascan Wildlife Conservation Center foi o Boi-almiscarado, que na realidade é da família do carneiro e do bode, mas se parece muito com um pequeno bisão. É um animal de grande porte que pasta nos campos de tundra do Ártico onde é perfeitamente adaptado.

Lobo

Vimos também lobos, águias, corujas e linces.

Bisão

Após a visita ao Alascan Wildlife Conservation Center, voltamos para a cidade, devolvemos os carros no aeroporto e fomos para o shopping aproveitar os bons preços do Alasca. Esse estado americano é livre de impostos e por isso os produtos aí são mais baratos que em outros lugares do país.

O belo bar do Simon & Seafort’s

À noite fomos jantar no excelente restaurante Simon & Seafort’s. O melhor da viagem até aqui. O restaurante é animado, possui um bar excelente, um bom atendimento e um cardápio encantador. As especialidades estão ligadas à culinária local: Caranguejo do Alasca, Halibute, etc.

O Urso Pardo é um símbolo da vida selvagem no Alasca.

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Alasca, Estados Unidos da América e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para O CENTRO DE CONSERVAÇÃO DA VIDA SELVAGEM DO ALASCA

  1. Vera Lucia Araújo ARAÚJO disse:

    Lindíssimas fotos!

    Um grande abraço,Vera Lúcia.

    Livre de vírus. http://www.avast.com .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s