SKAGWAY, A “CAPITAL” DO OURO DO ALASCA

25 de agosto de 2017

No quarto dia de cruzeiro no navio Norwegian Sun, ancoramos em Skagway, uma cidadezinha na costa do Alasca, na extremidade norte da Inside Passage, que foi o centro da “Corrida do Ouro” nesse estado americano, no século XIX.

Chegando a Skagway

Milhares de aventureiros de todas as partes do mundo chegaram a Skagway a partir de 1896, atraídos pela notícia da descoberta de ouro em grande quantidade nas águas do Rio Yukon, um afluente do Rio Klondike, próximo à fronteira do Alasca com o Canadá. O acesso era difícil. Temperatura extrema, terreno montanhoso com declives íngremes criavam o ambiente de desafios para se chegar à nascente do Rio Yukon.

O alto curso do Rio Yukon

Skagway se transformou numa legitima cidade sem lei do Velho Oeste americano. No centro histórico, as fachadas das casas parecem cenários e ainda lembram essa época da Klondike Gold Rush.

As fachadas das casas no estilo do Velho Oeste.

O Red Onion Saloon é um dos pontos mais pitorescos da cidade. Uma reprodução bem fiel de um antigo saloon da época da “Corrida do Ouro”, que foi inaugurado em 1897 e funcionava também como bordel. Hoje é bar e lanchonete. Os visitantes adoram.

O Red Onion Saloon

Existe um museu do bordel no interior do Red Onion. Os clientes interagem com as garçonetes, que se vestem a caráter, como na época do bordel.

As garçonetes do Red Onion Saloon

Durante a corrida do ouro de Skagway, a cidade chegou a receber cerca de 100 mil aventureiros. Possui hoje, pouco mais de 900 habitantes. Esse número sobe para 2000 no verão e no inverno a fica praticamente abandonada.

A cidade fica abandonada no inverno.

O esforço para viabilizar a exploração do ouro chegou até o White Pass, uma passagem no alto da Cordilheira das Montanhas Rochosas, que viabilizou a construção de uma ferrovia épica por onde os produtos e serviços chegariam e o minério seria escoado. A White Pass Rail Road foi construída entre 1898 e 1900.

Viaduto na White Pass Rail Road

Um dos principais passeios turísticos de Skagway, é seguir de trem até a fronteira com o Canadá, pela White Pass Rail Road, retornando pela Klondike Highway. A ferrovia é estreita e foi considerada um marco da engenharia civil internacional. Dez mil homens e 50 mil toneladas de explosivos foram utilizados na construção, que a princípio era considerada impossível, em função do terreno montanhoso, sinuoso e íngreme, mas que foi construída em tempo recorde de apenas 26 meses.

A difícil ferrovia do White Pass

À medida que a ferrovia vai subindo as montanhas, a paisagem vai se modificando. As florestas são substituídas pela vegetações típicas das regiões sub-polares: tundras, líquens e taigas.

A vegetação na parte mais alta da estrada

Caminhando por Skagway, nos deparamos com um dos fenômenos mais interessantes do Alasca nessa época do ano. Milhões de salmões sobem os rios para dar início ao ciclo de reprodução. O salmão do Pacífico se reproduz apenas uma vez na vida. O esforço que ele faz para subir os rios é tão grande que após a desova, morre de exaustão.

Milhares de salmões agonizando no leito do rio.

O rio que corta a cidade de Skagway estava abarrotado de salmões agonizantes e muitos outros já mortos nas margens, em estado de putrefação. O cheiro de peixe podre atingia as áreas nas proximidades do rio.

Os salmões são tantos que podem ser capturados de mão.

Skagway

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Alasca, Estados Unidos da América e marcado , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s