ATRAVESSANDO O ESTREITO DE GIBRALTAR

15 de abril de 2018

Saímos de Tanger pela manhã bem cedo e fomos até o terminal dos Ferry-Boats que cruzam o Estreito de Gibraltar em direção à Europa, mais precisamente seguimos para Algeciras, na Espanha.

Ferry Boat em Tanger

Já tínhamos adquirido os bilhetes do ferry a partir do Brasil e isso facilitou a nossa vida no terminal, mas descobrimos que caso não tivéssemos feito isso antes, não haveria problemas. O terminal estava vazio para passageiros, mas o movimento de caminhões era intenso. Os ferry-boats são modernos e confortáveis.

O Ferries que fazem a travessia são modernos e confortáveis.

A travessia do Estreito de Gibraltar de Tanger para Algeciras dura uma hora. Gibraltar é o elo entre a Europa e a África e liga também o Mar Mediterrâneo ao Oceano Atlântico. Separa a Espanha do Marrocos. Na ponta do Estreito, na Europa, fica o território britânico ultramarino de Gibraltar, do outro lado ficam as cidades de Tanger e o enclave de Ceuta no norte da África, que pertence à Espanha, mas fica no território do Marrocos.

O Estreito de Gibraltar

O Estreito de Gibraltar surgiu de uma fissura tectônica que separou a África da Europa. É conhecido como “Os Pilares de Hércules”, pois uma lenda grega diz que foi Hércules quem separou a Europa da África. A profundidade do Estreito pode chegar a 1000 metros e a largura mínima é de 14,4km. Na “boca” do Estreito acontece a troca de águas entre o Mar Mediterrâneo e o Oceano Atlântico. As águas salgadas e densas do Mediterrâneo saem em profundidade e as águas frias e menos salgadas do Atlântico entram pela superfície.

O Rochedo de Gibraltar.

O Estreito de Gibraltar é fundamental para a navegação entre os dois continentes e entre o Mediterrâneo e o Atlântico. Por aí passam mais de 85 mil navios todos os anos. A largura do Estreito faz dessa passagem uma área politicamente estratégica e por isso, o Reino Unido não abre mão sobre o domínio do Rochedo de Gibraltar.

O Estreito de Gibraltar

Chegamos a Algeciras, na Espanha e pegamos um carro na Enterprise. Com ele deveríamos seguir até Sevilha, mas antes disso decidimos conhecer a cidade de Gibraltar. Algeciras é um grande porto pesqueiro no sul da Espanha e local de chegada de ferries vindos do Marrocos. De lá temos uma bela vista dos Rochedos de Gibraltar.

De um lado a Europa e do outro a África

Pegamos o carro e seguimos até a localidade de Gibraltar, como o território é britânico e é necessário participar dos protocolos de imigração. A fila de carros para entrar em Gibraltar era grande e lenta, decidimos deixar o carro do lado de fora da fronteira, na localidade de La Linea de la Concepcion e entramos a pé. Foi a melhor opção. Logo depois de fazer a imigração encontramos um balcão de uma agência de viagens local que oferecia um tour guiado para as principais atrações de Gibraltar. Compramos o passeio e seguimos adiante num tour com uma minivan.

A localidade de La Linea de la Concepcion

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Espanha, Gibraltar, Inglaterra, Marrocos, Reino Unido e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s