A CATEDRAL DE SEVILHA

17 de abril de 2018

Estávamos hospedados no hotel NH Plaza de Armas, próximo ao bairro de El Arenal, seguimos andando pela manhã para o centro histórico de Sevilha, fizemos uma primeira parada na Praça Nova para acompanhar uma aula de história da arte ao ar livre para crianças do ensino fundamental. Isso é muito comum na Europa onde as cidades com forte conteúdo histórico têm essa chance.

Na Praça Nova, uma aula de história da arte ao ar livre.

Seguimos até a Catedral de Sevilha, a maior catedral da Espanha, terceira maior do mundo e a maior em estilo gótico. A Catedral é principal atração da cidade. Fica no lugar de uma antiga mesquita muçulmana, construída pelos almoádas no século XII. A grande torre anexa à Catedral funcionava como minarete da Grande Mesquita, era uma cópia do minarete da Mesquita La Koutobia, de Marrakech.

Detalhe da Catedral de Sevilha com a torre do campanário em destaque.

Antes de entrar na Catedral, visitamos a Iglesia del Sagrario, uma grande capela do século XVII que funciona hoje como igreja paroquial. Os detalhes arquitetônicos e de decoração da capela são muito ricos.

Detalhe do altar-mor da Iglesia del Sagrario

No alto da torre da catedral, que hoje funciona como campanário, com características da arquitetura mourisca, foi instalada a La Giralda, um cata-vento do século XVI, que é um dos símbolos da cidade. Os visitantes podem subir no alto da torre e ter lá de cima uma bela vista da cidade.

La Giralda

A Catedral tem trabalhos rebuscados e é um exemplo maravilhoso do estilo gótico. Destacam-se os magníficos entalhes de madeira do coro central. Foi declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1987.

O maravilhoso coro central da Catedral de Sevilha.

Um dos destaques do interior da Catedral é o mausoléu dedicado a Cristóvão Colombo que foi colocado aí em 1890. O caixão de Colombo é carregado por representantes dos reinos de Castela, Aragão e Navarra. Cristóvão Colombo era genovês, mas partiu de Sevilha sob ordens e autorização dos Reis Católicos, Fernando e Isabel, para tentar descobrir um caminho alternativo para as índias e acabou descobrindo as Américas em 1492.

O Mausoléu de Cristóvão Colombo.

Na frente do altar-mor da Catedral ficam as gigantescas grades de ferro, de 1518, com um trabalho rebuscado que protege a Capela Mayor. No centro da capela, fica a imagem de Santa Maria de La Sede, a padroeira da Catedral, sobre uma cachoeira de ouro e cercada por 44 painéis dourados, em relevo, feitos por escultores espanhóis e flamengos.

Os painéis dourados do altar-mor da Catedral

No interior da Catedral fica o Pátio de Los Naranjos, onde havia a fonte de ablução da antiga mesquita, uma tradição herdada dos árabes, que lavavam mãos e pés na fonte sob as laranjeiras, antes de rezar.

Pátio de Los Naranjos

Detalhes da torre da Catedral.

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em Espanha e marcado , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s