ALGUMAS PINTURAS DO MUSEU D’ORSAY

19 de abril de 2018

No Segundo piso do Museu D’Orsay, destacam-se as obras do movimento Naturalista, Art Nouveau, Neo e Pós-Impressionismo, com obras-primas de Van Gogh e Gauguin, que são os grandes destaques dessa parte do Museu.

As pinturas são destaques no Museu D’Orsay

Van Gogh pintou ao longo da sua carreira, 35 auto-retratos, um dos mais famosos é O “Auto-retrato de Vicent Van Gogh”, de 1889, que está no Museu D’Orsay. Cada um dos seus auto-retratos ajuda a compreender um pouco sobre a vida e as angústias do artista.

Auto-retrato de Vicent Van Gogh

“A Noite Estrelada Sobre o Ródano” é uma pintura de Van Gogh de 1888, logo após a sua mudança para Arles, na região da Provence, no sul da França, pouco tempo antes de ser hospitalizado e dois anos antes de suicidar-se. A tela retrata uma paisagem sobre o Rio Ródano, do sul da França. Van Gogh se mudou para Arles em busca das paisagens, luz e cor do local.

Noite Estrelada Sobre o Ródano

“O Quarto em Arles” de 1888 é uma das obras-primas de Van Gogh, retrata o quarto que o artista alugou em uma pensão, na cidade de Arles. É uma série de três quadros que foram pintados entre outubro de 1888 e setembro de 1889. O jogo de cores quentes e frias com tons desiguais, é espetacular.

O Quarto em Arles

“O Retrato de Dr. Gachet” é um dos trabalhos mais famosos de Van Gogh, foi pintado em 1890, nos últimos meses da sua vida. Van Gogh fez dois quadros retratando Dr. Gachet, o que está no Museu D’Orsay é o mais famoso. Paul Gachet foi um médico psiquiatra que cuidou de Van Gogh na fase mais aguda da sua doença e também a mais criativa do artista.

O Retrato de Dr. Gachet

“A Sesta” foi pintado em 1890 e também está entre os últimos quadros pintados por Van Gogh. Retrata dois camponeses encostados num monte de feno, descansando do trabalho. Não é proibido fotografar no Museu D’Orsay e isso nos permite trazer um pouquinho do museu para casa.

A Sesta

O maior destaque do museu fica para o Piso 5 onde aparecem as obras-primas do movimento impressionista, de 1860 a 1900, com telas espetaculares de Manet, Monet, Renoir, Cézane e outros. É incrível ver tantas obras-primas juntas num único espaço.

As obras dos Impressionistas estão no Piso 5

“O Baile no Moinho da Galette” é uma obra-prima de Renoir que foi executada em 1876, e que representa uma cena do cotidiano na região de Montmartre, em Paris.

O Baile no Moinho da Galette

Um dos quadros que mais faz sucesso no Museu D’Orsay é “Os raspadores de Assoalho”, pintado por Gustave Caillebotte em 1875. Foi uma das primeiras obras que representou trabalhadores urbanos, até então sempre havia registro de trabalhadores rurais nas pinturas. A tela foi apresentada originalmente em um salão de pinturas em 1875 e foi recusada pelos jurados que consideraram o tema vulgar. Caillebotte tentou mais uma vez no ano seguinte e os críticos ficaram impressionados com a obra.

Os raspadores de Assoalho

O Museu tem também várias opções para almoço e lanche. Os restaurantes e lanchonetes são lindamente decorados, enriquecendo a visita. Fizemos um lanche no Café Campana, que fica próximo à galeria dos Impressionistas e foi projetado pelos designers brasileiros, os irmãos Campana.

O Café Campana

Um dos destaques do museu fica para as pinturas que retratam as bailarinas, de Degas, uma verdadeira obsessão para o artista e o seu tema favorito. “As Bailarinas Em Azul” de 1895 é uma das suas obras-primas.

As Bailarinas Em Azul

A “Aula De Dança” é outra obra impecável de Degas, que frequentava compulsoriamente a Ópera de Paris para buscar inspirações no seu tema favorito. Desde 1870 até a sua morte, Degas frequentava as aulas de dança e conseguiu reproduzir muitas imagens de exercícios ou atividades das dançarinas.

A Aula De Dança

“Mulher com Sombrinha, Virada Para a Esquerda” de Claude Monet, de 1886, fez parte de uma série de telas desse mestre do Impressionismo.

Mulher com Sombrinha, Virada Para a Esquerda

Anúncios

Sobre joaquimnery

Joaquim Nery Filho é geógrafo, agente de viagens e empresário do showbusiness. Apaixonado por viagens e fotografia.
Esse post foi publicado em França e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s